Tráfego de dados móveis crescerá quase dez vezes até 2019

Data StorageGestão de RedesRedes

Nos próximos cinco anos, a Cisco aponta que o tráfego global de dados móveis se irá multiplicar quase por dez e que os dispositivos e conexões inteligentes processem 97% do tráfego em 2019. De acordo com as previsões da Cisco, em 2019, o tráfego global de dados pode chegar aos 292 Exabytes anuais, sendo que

Nos próximos cinco anos, a Cisco aponta que o tráfego global de dados móveis se irá multiplicar quase por dez e que os dispositivos e conexões inteligentes processem 97% do tráfego em 2019.

internet

De acordo com as previsões da Cisco, em 2019, o tráfego global de dados pode chegar aos 292 Exabytes anuais, sendo que um Exabyte é o mesmo que um bilhão de Gigabytes. Este crescimento pode se explicar com o aumento crescente de dispositivos móveis e de conexões máquina-a-máquina. Para além disso, existe um maior acesso a redes celulares cada vez mais rápidas.

Até 2017, é esperado que a tecnologia 3G seja a tecnologia celular dominante, a uma escala global. Em 2019, as redes 3G irão suportar 44% das conexões móveis, também a nível mundial.

As principais tendências do crescimento mundial dos dados móveis apontam para que em 2019 existam 5.200 milhões de usuários móveis, resultando numa porcentagem de mais de 69% da população mundial como usuária móvel.

As conexões móveis serão em maior quantidade e bem mais rápidas: em 2019, haverá cerca de 11.500 milhões de dispositivos, com uma velocidade média global de 4 Mbps, contra a velocidade média de 1,7 Mbps registada em 2014.

A Cisco prevê que o crescimento do tráfego de dados móveis na América Latina tenha um crescimento de 59%, ou seja, de dez vezes mais, entre 2014 e 2019. No entanto, o Médio Oriente e África serão as regiões com maior crescimento, com um aumento de 72% nos próximos cinco anos.

No relatório é especificado também o crescimento do Tráfego Cloud móvel: até 2019, o crescimento do tráfego cloud móvel, usado em aplicações e serviços como Netflix ou Spotify, crescerá 11 vezes mais. Ou seja, dos dois Exabytes em 2014 para os 21,8 Exabytes mensais em 2019.

“A proliferação de dispositivos móveis mais potentes, o aumento da conexão M2M e o acesso a redes celulares mais rápidas são os impulsionadores do crescimento exponencial do tráfego de dados móveis nos próximos anos. Este ambiente móvel oferece aos fornecedores de serviços uma oportunidade única para proporcionar serviços e experiências móveis inovadores à medida que a Internet of Everything continua a tornar-se uma realidade”, disse Doug Webster, vice-presidente de Marketing de Produto e Soluções na Cisco.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor