70% do tráfego móvel em 2020 será feito em smartphones

Mobilidade

A pesquisa da Ericsson, intitulada Mobility Report, mostra o claro crescimento dos smartphones na contribuição para o tráfego móvel. Em 2020, só os smartphones gerarão cinco vezes o tráfego móvel total atual. Só a região da Ásia irá conseguir gerar metade do tráfego móvel dos smartphones daqui a cinco anos. Por agora, o relatório mostra

A pesquisa da Ericsson, intitulada Mobility Report, mostra o claro crescimento dos smartphones na contribuição para o tráfego móvel. Em 2020, só os smartphones gerarão cinco vezes o tráfego móvel total atual.

1374919375_ipad1024x576.788x443

Só a região da Ásia irá conseguir gerar metade do tráfego móvel dos smartphones daqui a cinco anos.

Por agora, o relatório mostra que dois terços do tráfego de dados feito através de redes móveis está concentrado em cinco aplicativos. Ainda que existam algumas diferenças de país para país, os produtos do Facebook e do Google dominam a contagem.

O aplicativo da rede social Facebook regista a unanimidade a nível global, contribuindo com a maior porcentagem para o tráfego móvel.

Mais especificamente no Brasil, o Facebook é o aplicativo mais usado, com uma porcentagem de 28. De seguida, surge o navegador Chrome, que contribui para 16% do tráfego. Com 15% aparece o Youtube,  também ele um produto do Google. O WhatsApp e o Instagram representam 13 e 6% do tráfego, respetivamente. Ou seja, os aplicativos do Facebook e do Google dominam a lista dos apps que mais tráfego móvel geram.

Mas existem mais conclusões a tirar deste relatório como, por exemplo, o crescimento do vídeo nos dispositivos móveis. Atualmente, já se nota o apelo do vídeo, com as porcentagens de tráfego gerado a crescer consideravelmente. Esta tendência vai manter-se nos próximos anos, já que a previsão de crescimento do tráfego de vídeo é de 45% até 2020.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor