Brasil tem a tarifa de celular mais cara da América Latina

OperadorasRedesSoftware

A conclusão é de um estudo que analisou as tarifas de celular na América Latina, feito pelo aplicativo Weplan. De acordo com a informação revelada, o Brasil tem a tarifa de celular mais cara da região, sendo que os brasileiros chegam a pagar até R$ mil por mês por um plano de celular. O estudo

A conclusão é de um estudo que analisou as tarifas de celular na América Latina, feito pelo aplicativo Weplan. De acordo com a informação revelada, o Brasil tem a tarifa de celular mais cara da região, sendo que os brasileiros chegam a pagar até R$ mil por mês por um plano de celular.

Spam

O estudo comparou oito países, entre os quais Espanha (país de origem do aplicativo), Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México e Perú. O Weplan é um aplicativo que analisa e monitora o plano do usuário, podendo depois fazer comparações entre o mercado, para que o consumidor saiba onde pode poupar.

O preço pago pela tarifa de celular no Brasil é muito mais elevado, quando comparado com as tarifas no mercado argentino, onde o preço máximo de um plano fica pelos R$ 123.

A comparação de preços feita pelo Weplan analisou as 118 opções de planos disponíveis no Brasil, que são comercializados por oito operadoras. Entre as operadoras com maior representação no mercado estão a Vivo, com 28,66%; a TIM, com uma porcentagem de 26,89; seguidas pela Claro e pela Oi, com 25,01% e 18,47%, respetivamente.

De acordo dados divulgados pela empresa, os planos na América Latina são mais caros nesta região do que na Europa, o que acaba prejudicando o consumidor.

A preferência dos consumidores brasileiros pela opção de pagamento está bem definida, com 79% dos usuários a usar um plano pré-pago, onde conseguem controlar melhor seus gastos.

O app Weplan está disponível apenas para os sistemas operacionais Android e iOS, sem anúncio de quando poderá chegar ao Windows Phone. Analisa o consumo, controlando o tempo que é gasto em chamadas, a quantidade de SMS enviados e a conexão à internet, fazendo a diferença entre o tempo conectado através de wi-fi ou de dados móveis. Depois, apresenta um relatório com opções mais baratas, de acordo com a análise feita.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor