Exceda gera economia de R$ 850 mil para a Estácio

EmpresasNegóciosRedesSegurança

A Exceda, referência na América Latina em soluções de segurança e web performance, implementou em junho de 2014, ferramentas de aceleração e segurança na Estácio, instituição educacional e tecnológica com 45 anos de atuação. A iniciativa tinha o objetivo de melhorar a disponibilidade do sistema de ensino e garantir a mesma qualidade de acesso ao

A Exceda, referência na América Latina em soluções de segurança e web performance, implementou em junho de 2014, ferramentas de aceleração e segurança na Estácio, instituição educacional e tecnológica com 45 anos de atuação. A iniciativa tinha o objetivo de melhorar a disponibilidade do sistema de ensino e garantir a mesma qualidade de acesso ao seu conteúdo a partir de qualquer localização geográfica. Como resultado, registrou, em apenas 20 dias, o bloqueio de 35 mil ataques e, ainda, uma economia de 850 mil reais referente à entrega de 9,6TB por meio dos servidores da Exceda.

ESTACIO

Com uma expressiva evolução desde sua fundação, a Estácio precisou otimizar sua plataforma para manter o suporte adequado à crescente demanda e aumento de acessos simultâneos. Assim, optou por uma tecnologia que oferecesse robustez à plataforma. “Atualmente, 460 mil alunos de todo o Brasil utilizam nosso sistema e acessam os conteúdos ao mesmo tempo. E, por termos planos de crescimento agressivos da base de alunos, precisávamos de uma tecnologia que proporcionasse disponibilidade e segurança”, afirma Jorge Santos, diretor de Tecnologia da Informação da Estácio de Sá.

Para atender os objetivos de negócio da instituição, o projeto tecnológico contou com a implementação das soluções: DSA Secure – que acelera em até cinco vezes a velocidade de entrega da informação – e Web Application Firewall (WAF) – previne uma rede privada de acessos suspeitos. Juntas, as tecnologias permitem o acesso seguro e a transmissão regular e contínua de conteúdo online. Outro fator positivo é o grande alcance da rede tecnológica adotada, composta por mais de 150 mil servidores conectados em rede e que impede que ataques Distributed Denial of Service (DDoS) atinjam a infraestrutura do cliente.

Além da melhoria na performance proporcionada pelos servidores da Exceda – que passaram a entregar a informação ao usuário e reduziram em 90% as solicitações à infraestrutura da Estácio –, a instituição conquistou economia financeira por não precisar aumentar sua infraestrutura própria. “A otimização de nossos serviços por meio das soluções adotadas alavancam o crescimento da Estácio de Sá e, principalmente, beneficiam milhares de alunos que acessam nossa plataforma de ensino diariamente”, completa Jorge Santos.

Para Paulo Cacciari, diretor comercial da Exceda, “uma das premissas de nossa empresa é fornecer soluções aderentes ao negócio das companhias de diferentes segmentos e tamanhos no mercado, pois desejamos crescer com nossos clientes”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor