Loja do Google passará a ter mais supervisão

EmpresasMobilidadeNegóciosSoftware

O Google anunciou que está ampliando a supervisão que é feita na sua loja de aplicativos, compondo uma equipe especial, que terá como trabalho conferir os novos aplicativos, para evitar que possam ter software malicioso ou material sexualmente explícito. A meta é que a segurança e também a classificação dos apps por faixa etária possa

O Google anunciou que está ampliando a supervisão que é feita na sua loja de aplicativos, compondo uma equipe especial, que terá como trabalho conferir os novos aplicativos, para evitar que possam ter software malicioso ou material sexualmente explícito.

google play tela

A meta é que a segurança e também a classificação dos apps por faixa etária possa ser mais fiável. Apesar de ficar mais parecida com a App Store, o Google não irá pôr em prática as normas da Apple, que normalmente só aprova os aplicativos que estejam à altura dos padrões de qualidade da empresa norte-americana.

Tanto o Google como a Apple sabem reconhecer que seus sistemas operacionais são usados pela grande maioria de usuários de smartphones. Daí a preocupação com a segurança.

O Google afirmou que sua equipe de especialistas irá analisar todos os aplicativos que sejam enviados por desenvolvedores, para que consiga analisar se existe alguma violação das regras. Até agora, o Google usa apenas tecnologia automatizada para conferir os aplicativos.

Ainda assim, a empresa garante que a aprovação demorará algumas horas após o envio, em resposta aos desenvolvedores preocupados com o tempo de aprovação dos aplicativos com este novo processo.

Os desenvolvedores irão responder a questionários sobre seus aplicativos, para que possam ajudar os órgãos de classificação na hora da atribuição das indicações de faixa etária.

“Sabemos que pessoas em diferentes países têm diferentes ideias sobre que conteúdo é apropriado para crianças, adolescentes e adultos, então o anúncio vai ajudar desenvolvedores a classificar melhor seus aplicativos para as audiências certas”, disse o Google na publicação em seu blog.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor