Microsoft limpará ecossistema Windows legalizando todas as cópias piratas

EscritórioSistemas OperacionaisSoftware

Se revelar que o upgrade para o Windows 10 seria gratuito para usuários individuais já foi um tremendo avanço para a Microsoft, agora não há dúvidas que os ventos da mudança estão soprando realmente forte em Redmond. Terry Myerson, o responsável pelo Windows na Microsoft, afirmou em um evento na China que a atualização para

Se revelar que o upgrade para o Windows 10 seria gratuito para usuários individuais já foi um tremendo avanço para a Microsoft, agora não há dúvidas que os ventos da mudança estão soprando realmente forte em Redmond. Terry Myerson, o responsável pelo Windows na Microsoft, afirmou em um evento na China que a atualização para Windows 10 poderá ser feita em todos os PC compatíveis com o novo sistema operacional, mesmo que a versão do Windows que esteja sendo usada não seja genuína.

windows pirata

É uma jogada perigosa, mas não deixa de ser genial. De olho no monstruoso mercado chinês, onde estima-se que pelo menos 75% dos computadores rodem alguma versão pirata do Windows, a Microsoft terá a chance de eliminar todas as variantes modificadas do seu sistema, sempre recheadas de cracks ou algum tipo de código malicioso, para limpar o terreno para estabelecer seu ecossistema do Windows 10.

Trata-se de uma mudança radical no modelo de negócios da empresa, e mesmo de posicionamento como marca. Há dez anos, seria absolutamente impensável um movimento desses, mas era um mundo onde a Apple e suas iCoisas não vendiam do jeito que vendem hoje, os dispositivos móveis não tinham nem de longe o peso que tem e que a matriz de receita da Microsoft era bem diferente.

É um salto para o futuro. Além de “ficar bem na fita” – afinal, isso cria uma aura extremamente positiva para a empresa – a Microsoft evangeliza uma legião monstruosa de usuários a entender e confiar no Windows 10. É diferente do que aconteceu com o Windows 8, quando foi mais ou menos “olha, você me paga, é tudo diferente, abrace o futuro, acostume-se”. Agora ela literalmente pega o usuário desconfiado pela mão, dá a ele uma bicicleta com rodinhas e o ensina a pedalar.

E onde está o dinheiro? Simples, em tudo o que o usuário irá fazer com o sistema operacional. Serviços, aplicações, produtos, o que faz parte do ecossistema Windows é o que vai fazer a sobrevivência da Microsoft.

A Microsoft ainda não esclareceu se a oferta é limitada apenas para o mercado chinês, mas nos outros BRICs (Brasil, Rússia e Índia), onde a pirataria ainda é muito forte, seria um movimento importante para liquidar com os Jack Sparrows, como são chamados popularmente os discos piratas, em uma referência ao personagem de Johnny Depp no filme “Os Piratas do Caribe”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor