MWC 2015: 76% da população da América Latina com 4G em 2020

4GMobilidade

A GSMA Intelligence apresentou as conclusões de seu novo estudo, divulgado no Mobile World Congress. Em 2020, as redes 4G/LTE vão cobrir mais de três quartos da população existente na América Latina. Estas conclusões apontam para as consequências do investimento das implantações 4G na região. Em 2015, a tecnologia 4G já é responsável por uma

A GSMA Intelligence apresentou as conclusões de seu novo estudo, divulgado no Mobile World Congress. Em 2020, as redes 4G/LTE vão cobrir mais de três quartos da população existente na América Latina. Estas conclusões apontam para as consequências do investimento das implantações 4G na região.

4g lte

Em 2015, a tecnologia 4G já é responsável por uma porcentagem das conexões móveis feitas na América Latina. Ainda assim, a GSMA Intelligence aponta para um crescimento considerável dos acessos a esta tecnologia no espaço de cinco anos. Na prática, a tecnologia 4G será responsável por uma em cada quatro conexões feitas em 2020.

A previsão total é que o número de conexões móveis daqui a cinco anos chegue aos 889 milhões em 2020, sendo que 245 milhões serão feitas com recurso s 4G.

O investimento feito pelas operadoras de telecomunicações na América Latina estão a aumentar e a previsão da GSMA Intelligence aponta para gastos de US$ 193 bilhões entre 2014 e 2020. Só em projetos para apoiar as implantações 4G, já foram gastos quase US$ 8 bilhões em licenças de espectro, desde 2012.

A verdade é que este aumento das conexões móveis também tem vindo a ser suportado pelo aumento do uso de smartphones, responsáveis por 32% das conexões na América Latina durante o ano passado. Essa porcentagem subirá para 68% em 2020, conforme aponta a previsão. Daqui a cinco anos, a América Latina terá a segunda maior base de smartphones do mundo, sendo apenas ultrapassada pela região Ásia-Pacífico.

Mais especificamente em relação ao caso do Brasil, a adoção de smartphones para as conexões móveis foi de 38%, a terceira maior entre os dez maiores mercados latino-americanos. Em 2020, a porcentagem do Brasil ascende aos 72%, ultrapassando a média da América Latina. Atualmente, as conexões de banda larga móvel no Brasil já ultrapassam em cinco vezes as conexões de banda larga fixa, valor esse que promete continuar em crescimento nos próximos cinco anos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor