Portugal e Brasil cooperam em nanotecnologia e biotecnologia

HOMENegócios

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, recebeu o embaixador de Portugal no Brasil, Francisco Ribeiro Telles, para tratar da cooperação bilateral na área de ciência, tecnologia e inovação (CT&I) entre os dois países. Na ocasião, foi entregue ao ministro Aldo uma carta-convite do ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, para viajar

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, recebeu o embaixador de Portugal no Brasil, Francisco Ribeiro Telles, para tratar da cooperação bilateral na área de ciência, tecnologia e inovação (CT&I) entre os dois países. Na ocasião, foi entregue ao ministro Aldo uma carta-convite do ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, para viajar a Portugal no intuito de conhecer os laboratórios e instalações daquele país no setor de CT&I. 

Fusão e aquisição

Segundo o embaixador, as áreas de biotecnologia e nanotecnologia são as de maior interesse na agenda bilateral. “Conversamos sobre as parcerias que temos e que desejamos aprofundar. Nas áreas de nanotecnologia e biotecnologia é onde queremos uma participação mais ativa do Brasil”, disse o embaixador Telles. “Portugal possui laboratórios que estão entre os melhores da Europa.”

Biotecnologia

Em julho de 2013, por ocasião da Cúpula Brasil-Portugal, foi realizado um seminário conjunto e assinado o memorando de entendimento na área de biotecnologia. O documento prevê possibilitar a participação brasileira no Biocant Park , o parque tecnológico que congrega mais de 20 empresas de biotecnologia na cidade de Cantanhede. A parceria permitiria a instalação de empresas brasileiras no parque e o acesso ao mercado europeu.

Ciências sem Fronteiras

Portugal é o oitavo país de destino mais procurado pelos participantes do programa Ciência sem Fronteiras (CsF). As instituições portuguesas que mais recebem brasileiros são a Universidade de Coimbra e a Universidade do Porto.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor