TCL quer construir fábricas no Brasil e na Índia

Negócios

A chinesa TCL planeja construir centrais de produção na Índia e no Brasil em 2016. Com esta aposta, a empresa chinesa quer evitar as altas taxas de importação destes mercados, cujos segmentos de dispositivos eletrônicos de consumo têm crescido rápida e fortemente. Fabricante de celulares, de televisões e eletrodomésticos, a chinesa TCL está de olho

A chinesa TCL planeja construir centrais de produção na Índia e no Brasil em 2016. Com esta aposta, a empresa chinesa quer evitar as altas taxas de importação destes mercados, cujos segmentos de dispositivos eletrônicos de consumo têm crescido rápida e fortemente.

expansão

Fabricante de celulares, de televisões e eletrodomésticos, a chinesa TCL está de olho no Brasil e na Índia, onde os mercados da eletrônica de consumo tem registado um grande crescimento nos últimos tempos.

O diretor-geral da TCL, Li Dongsheng, contou à Reuters que acredita que as fábricas deverão estar finalizadas já em 2016. Com isto, a empresa espera poder capitalizar as oportunidades que surjam nestes dois mercados.

Em 2014, a tecnológica chinesa registou um aumento de 18,4% das suas receitas, que atingiram os US$ 16,44 bilhões. O aumento está diretamente relacionado à unidade de dispositivos móveis da TCL, cujas vendas aumentaram 60,3%.

O braço mobile da TCL, a TCL Communication Technology, produz smartphones e soluções de computação cloud, e, apesar de se movimentar num mercado ferozmente competitivo onde as empresas têm de lutar incessantemente para se manterem rentáveis, Li acredita que, em 2015, a empresa conseguirá alcançar um aumento de 30%.

O diretor executivo disse ainda que a TCL Multimedia Technology, que fabrica televisores, deverá conseguir aumentar a sua margem de lucro este ano.

Diz a agência noticiosa que a TCL vai investir cerca de US$ 7,99 bilhões na produção de telas LCD.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor