Tech Mahindra firma parceria com IBM para acelerar adoção global da nuvem híbrida

Business IntelligenceCloudData StorageDevOpsProjetosSoftware

A IBM anunciou parceria estratégica com a Tech Mahindra, especialista em consultoria e reengenharia de negócios, que conta com mais de 670 clientes em 51 países. A gigante norte-americana vai trabalhar com a Tech Mahindra na construção de uma plataforma para o desenvolvimento de aplicativos baseados em nuvem para seus clientes de Bluemix Dedicated, uma

A IBM anunciou parceria estratégica com a Tech Mahindra, especialista em consultoria e reengenharia de negócios, que conta com mais de 670 clientes em 51 países. A gigante norte-americana vai trabalhar com a Tech Mahindra na construção de uma plataforma para o desenvolvimento de aplicativos baseados em nuvem para seus clientes de Bluemix Dedicated, uma versão de usuários individuais do Bluemix.

Bluemix-and-hybrid-cloud

Bluemix funciona em infraestrutura de nuvem SoftLayer e combina o software de middleware da IBM com as ferramentas do ecossistema parceiro da IBM para oferecer DevOps na nuvem.

Com acesso a serviços e APIs de toda a indústria de tecnologia – abrangendo ferramentas em categorias como Watson, open source e ferramentas de terceiros, incluindo os serviços de social, móvel, segurança e a Internet das Coisas – Bluemix ajuda os desenvolvedores a acelerarem a implantação de aplicativos, de meses a minutos.

Por meio dessa parceria, a IBM fornecerá um ambiente de nuvem aberto e flexível para os desenvolvedores da Tech Mahindra, ao permitir construir aplicações nativas e habilitadas na nuvem com um modelo escalável.

A Tech Mahindra vai treinar cinco mil de seus próprios desenvolvedores para construir aplicativos avançados em Bluemix para a nuvem híbrida, uma combinação de ambientes público, privado e presencial, que ligam sistemas de registro, tais como sistemas bancários e de contabilidade, com sistemas de acoplamento, tais como aplicativos móveis, situacionais e aplicativos sociais.

A parceria vai ajudar a Tech Mahindra a construir uma força de trabalho qualificada, podendo trabalhar em serviços por meio de uma ampla gama de serviços, incluindo serviços de migração para a nuvem, DevOps e Internet das Coisas. A Tech Mahindra será capaz de desenvolver aplicações para análise preditiva e também recorrer a dados da Internet das Coisas (IoT) para os clientes na indústria automotiva e de manufatura.

“Muitos dos nossos clientes buscam, cada vez mais, explorar o poder da nuvem para seus benefícios na promoção de uma maior eficiência, inovação, velocidade e colaboração”, disse Raju Wadalkar, Chief Technology Officer, Grupo de Comunicações, da Tech Mahindra. “No entanto, um grande número dessas empresas está tomando medidas cautelosas em relação à adoção da nuvem devido ao desempenho, à segurança, à soberania de dados e outras preocupações. A abordagem híbrida da IBM Cloud e Bluemix vai nos ajudar a fechar esta lacuna, dando aos nossos clientes uma maior flexibilidade e controle de seus dados enquanto eles planejam e adotam estratégias de nuvem.”

Bluemix Dedicated funciona em servidores privados dedicados e em hardware no centro da nuvem IBM – uma rede que abrangem mais de 40 regiões em todo o mundo. Esta abordagem não só vai permitir à Tech Mahindra alcançar consistentemente alto desempenho de rede, mas também irá permitir que seus desenvolvedores construam e entreguem soluções baseadas em nuvem para sua base de clientes, mantendo o máximo controle sobre onde os dados do cliente estão.

“Os desenvolvedores de hoje são quem fazem a nuvem”, disse Mukul Mathur, vice-presidente de Global Business Partners e CSI da IBM. “Ao longo dos próximos cinco anos, espera-se que o número de desenvolvedores em todo o mundo cresça exponencialmente, e eles devem estar equipados com as ferramentas certas para construir os aplicativos baseados em nuvem que diferentes indústrias e empresas exigirão. Nosso relacionamento com a Tech Mahindra e seus 5.000 desenvolvedores é um passo significativo nessa direção, no qual ajudaremos a treinar os inovadores globalmente para a era da nuvem híbrida.”


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor