Anúncios mobile atingirão a marca dos US$ 100 bilhões em 2016

e-Marketing

Os anúncios em dispositivos móveis continuam a crescer. Pelo menos é essa a conclusão de um estudo feito pelo eMarketer: em 2016, os gastos com anúncios mobile chegarão aos US$ 100 bilhões. Este valor valerá por 50% dos gastos com anúncios digitais, porcentagem que, de acordo com a pesquisa será o valor mais alto até

Os anúncios em dispositivos móveis continuam a crescer. Pelo menos é essa a conclusão de um estudo feito pelo eMarketer: em 2016, os gastos com anúncios mobile chegarão aos US$ 100 bilhões.

mobile_01_thumb

Este valor valerá por 50% dos gastos com anúncios digitais, porcentagem que, de acordo com a pesquisa será o valor mais alto até agora. Assim, trata-se de um crescimento de 400% desde 2013.

Nos próximos anos, de 2016 até 2019, o valor gasto em anúncios mobile irá novamente duplicar, subindo para os US$ 195,55 bilhões. Ou seja, nesse intervalo de tempo, os anúncios em plataformas móveis representarão 70,1% da publicidade digital e contarão como um quarto dos gastos totais de publicidade global.

Esta parece ser a evolução natural da publicidade: se o número de dispositivos móveis aumenta, as empresas têm de acompanhar os mercados móveis. Em 2016, o eMarketer estima que existam cerca de 2 bilhões de smartphones a nível global. Neste número, mais de um quarto dos dispositivos estarão na China.

Também o número de tablets irá aumentar, globalmente, se bem que com um crescimento mais lento. Os usuários de tablets chegarão até 1 bilhão ainda este ano.

Os Estado Unidos e a China irão contribuir para uma grande parte dos US$ 100 bilhões gastos em publicidade. Os publicitários norte-americanos irão gastar US$ 40,2 bilhões em anúncios para mobile, em 2016, de acordo com esta pesquisa. No caso da China, os publicitários gastarão US$ 22,1 bilhões no próximo ano, o triplo do valor gasto no ano passado.

Em relação ao Brasil, o valor gasto em anúncios para plataformas móveis também irá crescer. De acordo com esta pesquisa, em 2016 serão gastos chegarão aos US$ 1,72 bilhões, valor muito mais alto do que no ano passado, quando foram gastos US$ 249 milhões. Assim, o Brasil passará a ocupar o nono lugar na lista dos países que mais dinheiro gastam em anúncios mobile.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor