Atos inaugura Laboratório de Testes de Integração dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016

CloudEmpresasNegócios

A Atos, Parceira Mundial de TI do Comitê Olímpico Internacional (COI), inaugurou o Integration Test Lab (ITL) – Laboratório de Testes de Integração dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Com isso, são iniciadas 200 mil horas de testes tecnológicos, um marco na história da competição. Será a primeira vez que parte dos sistemas de

A Atos, Parceira Mundial de TI do Comitê Olímpico Internacional (COI), inaugurou o Integration Test Lab (ITL) – Laboratório de Testes de Integração dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Com isso, são iniciadas 200 mil horas de testes tecnológicos, um marco na história da competição. Será a primeira vez que parte dos sistemas de TI dos Jogos de Verão, entre eles o portal de voluntários e o sistema de credenciamento, serão administrados em Cloud.

Atos

As soluções disponibilizadas pela Atos possibilitam, por exemplo, a cobertura da mídia em múltiplas plataformas. Além da transmissão, a companhia é a responsável pelos sistemas que incluem o Portal do Voluntário, onde acontece o recrutamento e o treinamento de 70 mil voluntários, e a gestão das 300 mil credenciais para que todas as pessoas envolvidas nos Jogos tenham acesso às áreas operacionais durante as competições. As tecnologias da Atos fornecem ainda o visto de entrada no Brasil às pessoas da Família Olímpica (mídia, parceiros, atletas e autoridades esportivas) que chegam do exterior.

“O Integration Test Lab é um marco importante para a organização dos Jogos. Em um mundo de alta tecnologia, precisamos estar a bordo do que há de mais moderno. A parceria com a Atos nos traz uma experiência olímpica importantíssima”, afirmou em nota Sidney Levy, diretor geral do Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016.

Assim como os atletas, o time de TI da Atos se prepara para os jogos e o Integration Test Lab é o local onde isso acontece. No ITL, serão testados cada sistema, aplicativo e a infraestrutura tecnológica necessária para a divulgação dos resultados e a realização das competições. O laboratório ocupa uma área de 1.272 m², dentro do complexo do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, localizado na cidade do Rio de Janeiro. O ITL é composto por 42 células que abrangem cada um dos esportes, além de 12 células específicas para os sistemas de credenciamento e de informação de resultados.

“Os testes são fundamentais para nosso sucesso nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos e a inauguração de hoje é um grande marco em nosso roteiro tecnológico. O Rio 2016 assinala nossa oitava participação em Jogos Olímpicos, a quarta de Verão e, o que é significativo, o primeiro e importante passo da jornada do COI em direção ao digital, com nossa mudança para um novo modelo de fornecimento de TI, saindo de um esquema de ‘construir a cada vez’ e passando a um esquema de ‘construir uma vez e reutilizar’. Isso trará benefícios em termos de eficiência não só para os Jogos do Rio 2016, como também para todos os Jogos futuros. Para nós, é um prazer trabalhar com a equipe dos Jogos Rio 2016 para gerar essa estimulante transformação”, explica Patrick Adiba, vice-presidente executivo Comercial do Grupo Atos e da Divisão de Jogos Olímpicos e Grandes Eventos.

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro representam um marco de migração dos sistemas para Cloud. Será a última vez que o ITL estará localizado na cidade-sede dos Jogos Olímpicos. Com o uso da tecnologia da Canopy – nome da marca de solução em Cloud desenvolvida pela Atos em parceria com a EMC Corporation – todas as operações de testes de TI a partir dos Jogos de Pyeongchang, na Coreia do Sul em 2018, passarão a ser realizadas pela Atos diretamente de um laboratório fixo localizado na Espanha. Além dos testes, toda a operação de TI será migrada para o Cloud.

A escala e a intensidade das operações de TI dos Jogos Olímpicos exigem uma infraestrutura de Cloud ágil e segura. A tecnologia da Canopy oferece maior confiabilidade, acessos aos dados de forma segura e remota para o público e uma considerável redução de custos operacionais para o COI e os comitês organizadores locais.

“Ter a Atos ao lado da nossa equipe ao construirmos alguns dos aplicativos e sistemas de TI, pela primeira vez em Cloud, é algo muito valioso. Com o histórico de sucesso da empresa em fornecer TI para os Jogos Olímpicos desde 2002, a companhia traz experiência, expertise e conhecimento especializado, o que nos permite fornecer a TI para os Jogos do Rio 2016 dentro dos padrões mais modernos que existem”, avalia Elly Resende, diretor de Tecnologia do Rio 2016.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor