Bateria mais segura pode carregar em menos de um minuto

HOME

Pesquisadores da Universidade de Stanford desenvolveram um novo tipo de bateria que pode ser a resposta para uma nova geração de gadgets com muito mais autonomia e eficiência energética. Em vez de utilizar íons de lítio, seja na forma metálica ou na forma de polímero, a nova bateria utiliza íons de alumínio, um material infinitamente

Pesquisadores da Universidade de Stanford desenvolveram um novo tipo de bateria que pode ser a resposta para uma nova geração de gadgets com muito mais autonomia e eficiência energética.

bateria aluminio bit br

Em vez de utilizar íons de lítio, seja na forma metálica ou na forma de polímero, a nova bateria utiliza íons de alumínio, um material infinitamente mais barato e que tem a vantagem de ser mais seguro que o lítio.

Diferente das baterias de lítio, que podem pegar fogo se tiverem alguma falha estrutural, as baterias de alumínio simplesmente param de funcionar, sem causar nenhum risco de incêndio.

Uma incrível capacidade da bateria é sua maleabilidade: ela pode ser dobrada e incorporada a aparelhos de formas variadas, como pulseiras inteligentes e relógios, maximizando a capacidade de carga.

Como não sofre com o aquecimento das baterias de lítio, a bateria de alumínio tem um ciclo de carga ultra veloz. O protótipo apresentado pelos pesquisadores de Stanford carrega em menos de um minuto.

Agora o próximo passo é trabalhar na voltagem da bateria. O catodo utilizado é o grafite, que até agora chega a 2 volts. Para ter uso real para a maioria dos aparelhos atuais, são necessários 3,6 volts. A bateria de alumínio ainda não atinge a mesma densidade de carga por quilograma que o lítio, que é de 60%-140% mais eficiente.

Mas os pesquisadores estão animados, pois um pouco mais de refinamento trará ao mundo uma bateria muito mais segura, barata, que dura quase sete vezes mais que as baterias comuns e ainda carrega num piscar de olhos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor