Pesquisa mapeia comportamento dos usuários de dispositivos móveis na AL

HOMEMobilidadeSoftware

Uma pesquisa realizada com usuários de dispositivos móveis pela comScore, referência mundial em mensuração digital, em parceria com a IMS Internet Media Services (IMS), hub de mídias digitais da América Latina, revela que os brasileiros utilizam em média 16 aplicativos em seus smartphones e tablets O Brasil apresenta percentuais acima da média no número de

Uma pesquisa realizada com usuários de dispositivos móveis pela comScore, referência mundial em mensuração digital, em parceria com a IMS Internet Media Services (IMS), hub de mídias digitais da América Latina, revela que os brasileiros utilizam em média 16 aplicativos em seus smartphones e tablets

smartphone e tablet

O Brasil apresenta percentuais acima da média no número de usuários que utilizam smartphones e tablets, no uso do sistema operacional Android e no acesso à Internet via 3G em tablets

O México é o país no qual o número de aplicativos utilizados em smartphones e tablets é o maior na América Latina, sendo respectivamente de 20 e 22. Seguem a Colômbia (19 e 21), Chile (19 e 20), Argentina (18 e 21) e Peru (18 e 20).

Para realizar a pesquisa IMS Mobile LatAm foram entrevistados 1.609 brasileiros de um total de 4044 usuários de dispositivos móveis, como smartphones e tablets. O estudo mostra as diferenças comportamentais dos usuários entre os diversos dispositivos móveis em cada país, revelando ainda outros dados nos quais o Brasil se destaca, ficando em alguns desses casos, acima da média:

O percentual de brasileiros que já têm um laptop ou um desktop e que utiliza smartphones e tablets é de 56% – acima da média latino-americana que é de 54% – e é superado apenas pelo México, que chega a 64%. Os usuários brasileiros que, além de laptops e desktops, utilizam apenas smartphones no país formam uma parcela de 37%, exatamente igual à média na América Latina enquanto apenas (2%) são usuários únicos de tablets ou somente desktops (5%).

O sistema operacional Android é usado por 82% dos brasileiros em smartphones e por 71% em tablets. Essas percentagens são respectivamente de 78% e 68% na América Latina. A média de uso do Android em smartphones no país, ainda, é a maior do que a encontrada em todos os outros países contemplados pela pesquisa. Em tablets, porém, é superada pela Argentina (74%) e Peru (72%).

Na forma de acesso à Internet, também são encontradas diferenças entre o Brasil e os outros cinco países:

Em smartphones, 81% recorrem ao WiFi – percentual que é de 80% para o total dos entrevistados -, 19% acessam com o 4G, abaixo da média para os latino-americanos que é de 23%. O país com maior acesso 4G em smartphones é a Colômbia (41%) e o menor, a Argentina (9%).

Nos tablets, 36% dos brasileiros usam os 3G, ficando acima da percentagem da média latino-americana (29%) e das encontradas nos outros cinco países. No uso de tablets 4G, a percentagem do país fica em 12%, sendo igual no México, superada pela Colômbia e Peru (18%) e acima do Chile (8%) e da Argentina (7%).

No Brasil, tanto quanto na América Latina, 9 entre 10 brasileiros on line possuem um dispositivo móvel. A pesquisa revela que o hábito de comprar online na América Latina mudou de um ano para cá: hoje compra-se mais através de smartphones (50%) do que em tablets (41%). No ano passado, além dos consumidores comprarem menos via dispositivos móveis o percentual de uso era igual tanto para smartphones quanto tablets.

“Analisar o Brasil no contexto da América Latina, respeitando sempre as diferenças culturais e de comportamento, nos é muito útil para compreender o seu engajamento e torná-lo mais eficaz para as marcas que podem se beneficiar dos novos espaços oferecidos pelos aplicativos mais populares do mundo e, que representamos comercialmente no país e na região com exclusividade”, observa Alexandre de Freitas, diretor geral da IMS no Brasil. iAd – de Apple-, Twitter, Waze, LinkedIn, Foursquare, Crackle e Spotify, entre outros, são parceiros exclusivos da IMS na América Latina.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor