Receita do Google aumenta 12% no 1º trimestre

GestãoNegóciosResultados

A publicidade online impulsionou um aumento de 12% na receita do Google no primeiro trimestre. Em relatório a investidores, a companhia relatou que o aumento de 13% no volume de anúncios foi responsável pelo aumento da receita global. Os números, mesmo positivos, frustaram as expectativas de Wall Street. Investidores tem mostrado preocupação com a retração

A publicidade online impulsionou um aumento de 12% na receita do Google no primeiro trimestre. Em relatório a investidores, a companhia relatou que o aumento de 13% no volume de anúncios foi responsável pelo aumento da receita global.

google4

Os números, mesmo positivos, frustaram as expectativas de Wall Street. Investidores tem mostrado preocupação com a retração da arrecadação global de publicidade do Google, que com o aumento do tráfego mobile, se viu obrigado a reduzir o preço das inserções para se ajustar ao mercado.

Como o preço dos anúncios mobile é menor, o impacto no preço dos cliques foi imediatamente sentido: houve uma substancial redução de 7% apenas no último trimestre.

Como a adoção de dispositivos móveis avança a ritmo crescente, e o mercado de PCs encolhe mês a mês, os investidores temem que a longo prazo o Google perca tração em sua principal fonte de receita.

As vendas de publicidade no primeiro trimestre subiram para US$ 15,51 bilhões, com 11% de crescimento.

O principal rival do Google na publicidade online é o Facebook, que tem conseguido melhores resultados e convertido mais cliques. Como resposta, o Google alterou a forma de classificação das buscas, numa tentativa de aumentar a relevância dos hits em dispositivos móveis e, consequentemente, atrair mais cliques nas plataformas portáteis.

A receita consolidada do Google aumentou para US$ 17,26 bilhões. Em 2014, foram US$ 15,42 bilhões. O lucro líquido do Google subiu para US$ 3,59 bilhões, ante US$ 3,450 bilhõesdo ano anterior.

De acordo com a Thomson Reuters, analistas previam que o Google tivesse receita de US$ 17,5 bilhões.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor