Sony lança no Brasil nova versão de relógio inteligente

HOMEInovaçãoMobilidadeNegóciosVestíveis

Batizado de SmartWatch 3, a companhia deve vender o aparelho no país por R$ 999. O aparelho vem equipado com o sistrema Android Wear, que também equipa concorrentes vendidos no varejo nacional, como G Watch R, da LG e Moto 360, da Motorola. A fabricante japonesa indica que deve comercializar aqui a versão com pulseira

Batizado de SmartWatch 3, a companhia deve vender o aparelho no país por R$ 999. O aparelho vem equipado com o sistrema Android Wear, que também equipa concorrentes vendidos no varejo nacional, como G Watch R, da LG e Moto 360, da Motorola.

Sony-Smartwatch-3 edt

A fabricante japonesa indica que deve comercializar aqui a versão com pulseira de couro preta em versão única, voltada ao público masculino e feminino. Com o aparelho será possível parear o aparelho com smartphones operados pelo sistema Android, nas versões 4.3, Jelly Bean, ou mais atuais como a 4.4 Kit Kat, ou a novíssima versão 5, a Lollipop.

Como outros relógios inteligentes embarcados com sistema móvel do Google, o aparelho da Snoypermite que o usuário explore atividades do Google Now, como buscas, envio de mensagens ditadas via WhatsApp e SMS, tudo por meio de comando de voz. O acessório também possibilita pesquisa e localização no Google Maps por voz, tudo processado por um chipset ARM A7, de 1,2 Ghz e 512 MB de RAM.

O relógio também faz às vezes de pulseira fitness e com a ajuda do aplicativo Lifelog, desenvolvido pela própria companhia, ele armazena nos 4 GB de memória seu programa de corrida, além dos dados coletados durante a atividade física.

O equipamento à prova d’água (IP68), com display de 1,6″ e bateria de 420 mA é mais um concorrente que pode dificultar a vida do Apple Watch, lançado no último ano e que está nas lojas de 27 países desde Março, mas que ainda não tem previsão de chegada às lojas brasileiras. Assim como o aparelho da Apple, o Watch, da Alcatel One Touch e o Zenwatch, da Asus, também são vendidos no exterior, mas ainda não tem data, nem confirmação de que chegarão aos braços do consumidor brasileiro.

O próprio aparelho japonês além dos adversários com o mesmo sistema, deve enfrentar a concorrência interna do veterano Gear, da Samsung que é embarcado com o sistema proprietárioTizen e já está em sua segunda versão. O aparelho é vendido como o modelo de relógio inteligente da sul-coreana, mas a companhia também comercializa a Gear Fit, pulseira inteligente com tela Oledque tem apelo entre o público que prática atividade física.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor