Venda do Apple Watch traz muita agitação e desilusões

MobilidadeNegócios

Começam hoje no exterior as pré-vendas dos Apple Watch. Os fãs da marca da maçã faziam filas infindáveis às portas das lojas, esperando ansiosamente para colocar as mãos no tão aguardado smartwatch. Mas as desilusões também marcaram presença na manhã do dia de hoje. Depois de Tim Cook ter apresentado o relógio e ter anunciado

Começam hoje no exterior as pré-vendas dos Apple Watch. Os fãs da marca da maçã faziam filas infindáveis às portas das lojas, esperando ansiosamente para colocar as mãos no tão aguardado smartwatch. Mas as desilusões também marcaram presença na manhã do dia de hoje.

apple watch

Depois de Tim Cook ter apresentado o relógio e ter anunciado que a pré-venda dos Apple Watch começaria no dia 10 de abril os entusiastas da marca, ou simplesmente dos dispositivos vestíveis, começaram a contagem regressiva.

Na altura da apresentação do relógio, o CEO disse também que os consumidores só receberiam o dispositivo a partir do dia 24 de abril. Diz a Business Insider que não é bem assim. No Reino Unido, os modelos mais populares do Apple Watch só chegarão às mãos dos donos em junho, julho ou agosto.

Por outro lado, um dos jornalistas da revista norte-americana Fortune disse que as versões menos disputadas do relógio, como o Apple Watch Sport com pulseira verde, mantêm a data de chegada inicial de 24 de abril. O jornalista afirmou que o Sport de 42 milímetros que encomendara chegará às suas mãos dentro de quatro a seis semanas.

As lojas da Apple têm estoque limitado de relógios, e só aqueles que tiverem previamente agendado online uma hora é que podem ir à loja e escolher o Apple Watch. No entanto, isso não é garantia que saiam de lá com o relógio no pulso.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor