IBM é preferida em cloud privada

Business IntelligenceCloudData StorageEmpresasNegócios

De acordo com um estudo independente da consultoria internacional Forrester Research, a Big Blue é a empresa mais popular na área de Hosted Private Cloud (alojamento e gestão de nuvens privadas). Em comparação com o adversário mais próximo de sua fatia de mercado, a IBM mantém uma margem duas vezes maior no fornecimento do serviço

De acordo com um estudo independente da consultoria internacional Forrester Research, a Big Blue é a empresa mais popular na área de Hosted Private Cloud (alojamento e gestão de nuvens privadas).

ibm

Em comparação com o adversário mais próximo de sua fatia de mercado, a IBM mantém uma margem duas vezes maior no fornecimento do serviço aquelas empresas que já utilizam ou planejam usar o serviço da IBM como plataforma principal de cloud privada, além de também ter quase o dobro de clientes que recorrem ou planejam recorrer à companhia para implementar soluções cloud que integrem múltiplos fornecedores, na comparação com suas rivais de mercado.

O estudo foi realizado no quarto trimestre do último ano e entrevistou mais de 2,2 mil executivos e tomadores de decisão nos cargos de liderança do negócio e na liderança das equipes de tecnologia em regiões das Américas e Europa.

Para a produção do relatório, a Forrester definiu o Hosted Private Cloud como uma categoria de Infraestrutura como um Serviço (IaaS, na sigla em inglês), em que a solução é gerida fora das instalações das organizações, em um ambiente com recursos computacionais dedicados à isso e isolados entre os clientes.

O estudo também revelou que as características apontadas como mais relevantes pelos entrevistados para a decisão entre quais os fornecedores de Hosted Private Cloud, estão uma infraestrutura robusta de TI, a flexibilidade, o menor custo total da solução (incluindo implementação e operação), a capacidade de atender as variações de demanda e escalabilidade e por último, a capacidade de a cloud privada dar continuidade de negócio.

O estudo revela ainda que na adoção da Hosted Private Cloud, existe a preocupação em relação à uma eventual dificuldade em mudar de fornecedor, tendo sido identificado que “padrões como OASIS’s TOSCA e projetos open source como o OpenStack proporcionam às organizações uma maior facilidade de no futuro mudar de fornecedor e uma maior adesão a standards”.

As receitas totais de cloud da IBM – que abrangem o fornecimento de suporte às nuvens públicas, privadas e híbridas – foram de US$ 7,7 bilhões, de março de 2014 até o mesmo mês de 2015 e cresceram mais de 60% no primeiro trimestre de 2015, segundo informações da própria companhia.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor