Fujitsu Integra rede de caixas eletrônicos do europeu BBVA

EmpresasNegóciosSoftware

A companhia japonesa é responsável pela incorporação das máquinas Fujitsu ATM Series 100 na rede de terminais do BBVA, banco e grupo financeiro de origem espanhola. Apresentada em 2014, a FUJITSU ATM Series 100 agora faz parte da estratégia do banco BBVA para atualizar a sua rede de auto atendimento, com as primeiras unidades já

A companhia japonesa é responsável pela incorporação das máquinas Fujitsu ATM Series 100 na rede de terminais do BBVA, banco e grupo financeiro de origem espanhola. Apresentada em 2014, a FUJITSU ATM Series 100 agora faz parte da estratégia do banco BBVA para atualizar a sua rede de auto atendimento, com as primeiras unidades já implementada em pontos espalhados por toda a Espanha e a Europa.

caixa fujitsu

A Fujitsu é parceira do BBVA no projeto do design, desenvolvimento e implementação da rede, um projeto que o banco iniciou em 2007 e que, desde então, evoluiu, até chegar aos caixas eletrônicos 4.0, uma aplicação, que segundo a Fujitsu, está disponível em toda a rede da instituição bancária.

Com uma estratégia centrada na experiência dos clientes, um negócio diversificado em mercados do setor financeiro e considerando a tecnologia como uma vantagem competitiva chave, o BBVA está presente em 31 países e tem mais de 50 milhões de clientes.

A adoção das tecnologias Fujitsu pelo banco está empenhada em promover um sistema de auto atendimento diferente, tornando-o o mais simples possível, mais rápido e mais seguro para os usuários e permitindo que um grande número de operações seja realizada, fazendo assim com que o fluxo de dinheiro, que antes era complexo de se administrar, se torne mais fácil, ampliando assim a capacidade da rede.

O BBVA incorporou a opção de uma unidade de reciclagem de dinheiro nas suas novas ATM, tornando-se o primeiro banco na Espanha a implementar esse tipo de sistema em sua rede. O reconhecimento automático das notas facilita a disponibilização de dinheiro nos ATM e simplifica o processo de abastecimento manual dos caixas.

A Fujitsu ATM Series 100 está disponível em todo o mundo por distribuição direta da própria Fujitsu. A fabricante tem hoje uma oferta de caixas de auto atendimento classificada por ela mesmo como 360 graus, equipamentos esses, que são exportados para toda a Europa a partir de uma fábrica em Málaga, no extremo sul da Espanha.

A empresa também fabrica o modelo Serie 100 para o mercado europeu, configurada para as necessidades de diferentes clientes. A partir do seu Centro de Excelência Europeu para Tecnologia Bancária, em Barcelona, a Fujitsu gere e controla remotamente a rede ATM.

No Brasil, uma das concorrentes globais da Fujitsu, a norte-americana NCR, já testa desde meados de 2014 terminais de auto-atendimento que identificam os depósitos em dinheiro ou cheque em tempo real, por meio da leitura das cédulas e das folhas de cheque, que identificam parâmetros como o valor das notas e autenticidade da assinatura do proprietário do cheque.

Segundo a companhia, que testa o sistema em caixas da rede Bradesco e de mais três outros bancos no País, isso acelera o processo de compensação da quantia, além de gerar dados específicos das quantias presentes em cada terminal, para que o banco e as companhias de transporte de valores tenham um raio-x da quantidade de dinheiro a ser resgatada, ou abastecida em cada localidade, dificultando assim a ação de ladrões e de grupos armados que explodem e arrombam os caixas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor