Nokia comemora 150 anos [com vídeo]

MobilidadeNegóciosOperadorasRedes

A finlandesa Nokia divulgou vídeo comemorativo em razão de seus 150 anos completados hoje, onde conta a história da empresa que nasceu na manufatura de papel e hoje é a segunda maior fornecedora de equipamentos para telecomunicações de todo o mundo. Apesar de ter vendido a divisão de celulares – hoje smartphones – que a

A finlandesa Nokia divulgou vídeo comemorativo em razão de seus 150 anos completados hoje, onde conta a história da empresa que nasceu na manufatura de papel e hoje é a segunda maior fornecedora de equipamentos para telecomunicações de todo o mundo.

nokia

Apesar de ter vendido a divisão de celulares – hoje smartphones – que a fez tão famosa, a Nokia mantém os negócios na área de tecnologia e telecomunicações com divisões que fabricam antenas, cabos e transmissores de telefonia e desenvolvem mapas offline, sob a marca Here.

A companhia, fundada em 1865 por Fredrik Idestam, abriu as portas no meio do século 19 como uma fábrica de papel. Perto do final deste mesmo século, a empresa se envolveu com a fabricação de botas de borracha e armários de madeira, além de uma divisão mais tecnológica, que produzia os compostos químicos que seriam necessários para continuar a fabricar papeis, borracha e processar a madeira. Com a expansão da eletricidade na Finlândia, seu país natal, a partir de 1910 a empresa também manufaturava cabos elétricos porque era preciso suportar a demanda por mais energia e o começo da adoção do telefone, criado em meados de 1860 pelo italiano Antonio Meucci, mas popularizado pelo escocês, radicado nos EUA, Alexander Graham-Bell.

Assim nasceu mais uma companhia no grupo finlandês, esta, dedicada exclusivamente à manufatura de cabos elétricos. Com a mudança da cidade que lhe deu o nome, para Espoo, na região metropolitana de Helsinque, a companhia vendeu a divisão de papeis e celulose para empresas da Rússia, do Reino Unido e da França e focou nas áreas restantes. O mais importante passo da companhia, após a Segunda Guerra Mundial, foi o investimento para a aquisição da compatriota Cable Works.

No final dos anos sessenta, três empresas se uniram para formar o chamado Nokia Group e começou a fazer dispositivos eletrônicos. Foi com essa divisão que a empresa ficou famosa ao redor do mundo, com aparelhos icônicos lançados entre a década de 90 e o início dos anos 2000, como os modelos 1110, 3210, 1200, 5230 e 3310, sendo os cinco, respectivamente, classificados como “os aparelhos mais famosos de todos os tempos”, pela revista norte-americana, Fast Company.

Aos entusiastas da companhia, é importante lembrar que a européia tem um contrato com a Microsoft, que a proíbe de usar a marca Nokia em telefones até o final de 2016. No entanto, apesar das declarações oficiais, negando quaisquer intenções de iniciar a fabricação de novos aparelhos sob a marca Nokia, rumores na imprensa especializada indicam que a fabricante poderia voltar para o negócio de telefonia logo após o vencimento desse acordo.

A redação da B!T Magazine parabeniza a Nokia por seus 150 anos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor