Nokia compra Eden Rock Communications para ampliar unidade de redes

EmpresasNegóciosOperadorasRedes

A companhia finlandesa confirmou a aquisição da norte-americana Eden Rock Communications para fortalecer a oferta de sua divisão de equipamento de redes para transmissão de banda larga com e sem fio. A Eden Rock é conhecida pelo fornecimento de sistemas de otimização de redes, que na prática automatiza algumas funcionalidades na infraestrutura de comunicação, aumentando

A companhia finlandesa confirmou a aquisição da norte-americana Eden Rock Communications para fortalecer a oferta de sua divisão de equipamento de redes para transmissão de banda larga com e sem fio.

Nokia Stadium

A Eden Rock é conhecida pelo fornecimento de sistemas de otimização de redes, que na prática automatiza algumas funcionalidades na infraestrutura de comunicação, aumentando o desempenho, a proteção e a eficiência operacional das redes, principalmente na operação de internet banda larga.

O vice presidente global de linhas de negócios da Nokia, Peter Patomella, explica que um dos principais motivos para a nova aquisição é explicado pelo tamanho que o mercado mundial de otimização de redes pode atingir em 2018. “Com um faturamento que deve chegar aos € 5 bilhões em três anos, nós entendemos que podemos a partir de agora tratar de modo mais eficaz o nosso próprio portfólio de produtos voltados ao mercado de redes, além de nos qualificarmos para fornecer sistemas de otimização às companhias que fabricam e também operam redes de transmissão de banda larga em todo o mercado de telecomunicações”.

Analistas da agência de notícias Euronews acreditam que o movimento de aquisição tem relação direta com a recente compra da Alcatel-Lucent por cerca de €15,6 bilhões, anunciada pela Nokia no último mês de abril.

Essa negociação deve colocar a companhia em segundo lugar, entre os fornecedores globais de infraestrutura para telecomunicações, ultrapassando a chinesa Huawei, terceira colocada em faturamento, a japonesa NEC, quarta maior também em geração de receitas e encostando na sueca Ericsson, atual líder mundial do segmento. A companhia demonstra planos para a estrutura da Alcatel, já que anunciou também em abril a criação de aproximadamente 500 postos de trabalho nos centros de pesquisa e desenvolvimento da Alcatel na França.

A Nokia garantiu que o aprimoramento de seus sistemas por meio da expertise da Eden Rock Communications, poderá “aumentar a capacidade de seus serviços globais, reduzindo despesas operacionais com pesquisa e desenvolvimento de sistemas de rede e ajudando na entrega de melhorias na experiência de navegação dos usuários de redes sem fio”.

O CEO da Eden Rock, Charles Immendorf ressalta por fim, que “existe um enorme apetite entre as operadoras por soluções com tecnologias disruptivas, com
capacidade de transmissão cada vez melhores”. Segundo ele, a aquisição da empresa que lidera vai adicionar conhecimentos em aprimoramento de sistemas focados em redes de banda larga que a Nokia já tem”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor