Pagtel espera movimentação de R$ 160 milhões pelo celular em 2015

MobilidadeNegócios

Empresa de sistemas de pagamentos acredita que diversificar os serviços e segmentos atendidos são os desafios que precisam ser administrados este ano, para alcançar os 40% de crescimento previstos. A empresa, criada em 2003, encerrou o ano de 2014 com cerca de R$ 115 milhões transacionados em seu gateway de pagamentos móveis, o que representa

Empresa de sistemas de pagamentos acredita que diversificar os serviços e segmentos atendidos são os desafios que precisam ser administrados este ano, para alcançar os 40% de crescimento previstos.

pw-mobile_swipe_rev

A empresa, criada em 2003, encerrou o ano de 2014 com cerca de R$ 115 milhões transacionados em seu gateway de pagamentos móveis, o que representa um crescimento de 15% em relação ao ano anterior. Para 2015, a expectativa da empresa é aumentar em 40% todo o volume transacionado. Segundo o diretor de marketing e produtos da Pagtel, Felipe Lessa, um dos principais motivos para o crescimento dos valores transacionados é o aprimoramento das campanhas de mobile marketing.

Além disso, a criação de novas modalidades de campanhas como as regionais, nas quais são levadas em consideração o Estado e a cidade do cliente, e as campanhas por segmentação comportamental, nas quais são consideradas a idade e o contexto de vida do cliente também ajuda a companhia a ampliar sua participação de mercado. “Essas inovações tornaram a nossa comunicação com os clientes mais assertiva, o que melhorou o resultado geral das campanhas”.

Além disso, a companhia desenvolveu em um estudo de usabilidade com o objetivo de melhorar a navegabilidade dos seus canais de vendas, tornando o processo de compra mais simples e direto para o usuário. “Com certa frequência, estudamos os hábitos dos nossos clientes e constatamos que poderíamos simplificar a forma como que as compras são feitas pelos nossos canais, sobretudo no portal de voz (URA), o que gerou maior agilidade e consequentemente um incremento nas compras”, lembra o executivo.

Este ano, além da consolidação de novos canais de venda (SMS e web) para clientes como as teles Algar Telecom e a Nextel, o desafio da empresa é diversificar a gama de segmentos de atuação da carteira de clientes. O mercado de pagamentos móveis vem passando por um período de maturação consistente nos últimos anos, com empresas de diferentes portes criando e testando novas soluções para diferentes nichos de mercado.

Neste sentido, a Pagtel tem como objetivo ampliar os setores atendidos no mercado de B2B. “Hoje a maioria dos nossos clientes é da área de Telecom, por isso, nosso objetivo esse ano é consolidar os projetos que iniciamos em 2014 nas áreas de microsseguros, doações para ONGs, deliveries, ingressos, entre outros”.

Já na área de soluções para o mercado consumidor e varejista, a aposta é no desenvolvimento de novos produtos de nichos. “O objetivo da Pagtel é oferecer soluções para pagamentos não presenciais para os consumidores, como por exemplo, opções de pagamento de deliveries e compras de ingressos”, indica Lessa.

O primeiro produto lançado pela marca foi o Pagtel Delivery, uma solução para pagamentos de encomendas domiciliares, como restaurantes, lavanderias, pet shops, floriculturas, dentre outros. “Para esse ano, a expectativa para esse segmento é reforçar a marca, implementar melhorias no produto e aproximar a comunicação com o consumidor”, finaliza.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor