Philips e Carrefour usam lâmpadas para transmitir cupons aos consumidores

e-MarketingFornecedores de SoftwareNegóciosProjetosSoftware

A maior fabricante de lâmpadas do mundo fechou seu primeiro acordo para vender iluminação com tecnologia capaz de rastrear consumidores enquanto eles andam por supermercados e transmitir cupons para seus smartphones. A Phillips indicou que a rede francesa de hipermercados, Carrefour, maior varejista de seu país natal, concordou em testar o sistema em uma loja

A maior fabricante de lâmpadas do mundo fechou seu primeiro acordo para vender iluminação com tecnologia capaz de rastrear consumidores enquanto eles andam por supermercados e transmitir cupons para seus smartphones.

tecnologia varejo

A Phillips indicou que a rede francesa de hipermercados, Carrefour, maior varejista de seu país natal, concordou em testar o sistema em uma loja de Lille, cidade ao norte de Paris. Os clientes interessados em utilizar o serviço piloto precisarão instalar um aplicativo móvel do Carrefour em seus smartphones e autorizar o acesso aos cupons. As lâmpadas de LED usadas na loja poderão então transmitir dados para smartphones usando pulsos de luz não detectáveis pelo olho humano, mas registrados pelas câmeras de smartphones.

Conforme consumidores passam, por exemplo, pelo corredor de sucos, o aplicativo pode ser usado para mostrar cupons ou informações mais detalhadas sobre os produtos nas prateleiras. A Philips e o Carrefour não informaram detalhes financeiros do acordo.

Outras iniciativas, aqui mesmo no mercado brasileiro também tentam inovar o modo de atendimento do varejo nacional, por meio de tecnologias como novos scanners, tags de rádio como tecnologia RFID e leitores de código de barras sem fio que não precisa de bateria, por exemplo.

Um scanner capaz de agilizar em até 300% a compra no supermercado foi testado por alguns meses durante 2013 na filial da cidade de York, Inglaterra, na rede de supermercados Asda. O equipamento, batizado de Rapid Scan Till, lê sozinho, e rapidamente, os códigos de barra de TODOS os itens depositados na esteira à frente do caixa. Conforme as mercadorias passam por uma espécie de cabine, o scanner a laser com alcance de 360 graus envia a informação digital contendo os preços à funcionária responsável pela operação do caixa. Um porta-voz da rede de supermercados, indicou em entrevista à BBC que o aparelho está sendo testado em outros países e pode ser espalhado por toda a rede nos Estados Unidos e América Latina de sua proprietária, a gigante global Wal-Mart.

Já a norte-americana Motorola Solutions trabalha desde 2010 com equipamentos de tecnologia beacon, que identificam a presença de um smartphone em uma loja, em um shopping e se comunica com o aparelho, com autorização do usuário, para envio de cupons de desconto e promoções como ofertas de produtos e serviços, permitindo que as marcas vendidas no local interajam em tempo real com o potencial cliente.

Além dos equipamento acima, tecnologias como os novos leitores da fabricante Honeywell podem aumentar a autonomia dos leitores de código de barras, diminuindo o valor gasto com trocas de tecnologias e manutenção dos leitores, principalmente entre os pequenos e médios negócios. A nova geração fica é carregada em um carregador conectado à tomada e quando retirado da base, tem autonomia de até 100 leituras.

Isso é possível sem a necessidade da bateria, por meio de um capacitor instalado na estrutura do dispositivo. Desta forma, esgotada a pequena carga, a base pode pode recarregar o capacitor do leitor em apenas 3 segundos, para que sua autonomia completa de 100 leituras de códigos seja recuperada rapidamente.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor