Salesforce e Microsoft negociam aquisição ainda sem valor definido

EmpresasNegócios

Companhias estão com negociações significativamente avançadas, mas não chegaram à um consenso preço, segundo informações apuradas canal de notícias norte-americano CNBC. Na última semana, a agência Reuters chegou a apontar suposto fracasso do negócio. As informações extra-oficiais sobre o assunto dão conta de que a gigante Microsoft tem interesse em oferecer aproximadamente US$ 55 bilhões

Companhias estão com negociações significativamente avançadas, mas não chegaram à um consenso preço, segundo informações apuradas canal de notícias norte-americano CNBC. Na última semana, a agência Reuters chegou a apontar suposto fracasso do negócio.

05-29microsoftSalesforceComPartnership_Web

As informações extra-oficiais sobre o assunto dão conta de que a gigante Microsoft tem interesse em oferecer aproximadamente US$ 55 bilhões pela maior produtora de software para vendas do mundo. Na outra ponta, o fundador e presidente-executivo da Salesforce, Marc Benioff, indicou à fontes ligadas à companhia que espera uma oferta de US$ 70 bilhões.

Representantes de ambas indicaram que até o fechamento do negócio não deve comentar nenhum detalhe sobre o assunto nos EUA, país de origem das duas empresas. Neste mês a Reuters publicou que a Microsoft não estaria mais considerando uma oferta pela Salesforce, hoje avaliada em quase US$ 49 bilhões, de acordo com o preço de fechamento das ações da companhia na última semana, período em que divulgou o primeiro lucro trimestral em quase dois anos.

Sobre a evolução das conversas, também na última semana, a agência Reuters indicou que a dona do sistema Windows estaria fazendo mistério em relação à decisão, ainda que as negociações aquela altura já teriam fracassado. O entrave se sustenta basicamente na disparada do valor das ações e não nos termos acertados num caso de sucesso do negócio.

A Microsoft entende que as ações da Salesforce tem registrado negociações com preço acima da média justamente por conta dos rumores de aquisição, o que estaria animando os investidores. Já a Salesforce pede o preço de US$ 70 bilhões apoiando-se nos bons resultados do último trimestre, em que a companhia obteve bons resultados no lucro líquido, na receita bruta e também no EBITDA, tirando os balanços do vermelho, o que não aconteceu por sete trimestres seguidos antes do último.

Fontes ligadas ao negócio teriam indicado que a insistência da Microsoft no negócio se baseia na vontade seu CEO, Satya Nadella. A relação entre ambas foi bastante ruidosa por quase 15 anos, mas desde Nadella assumiu a liderança da companhia de Redmond, ele e Marc Benioff se aproximaram e rotineiramente publicam elogios um ao outro, na imprensa internacional. Exemplo do bom relacionamento entre os executivos, é que no caso de sucesso do negócio, a maioria dos acionistas será paga em dinheiro, enquanto Benioff pode receber seus 6% de ações na Salesforce parte em dinheiro e parte em ações da Microsoft.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor