Tentativas de ataques a redes corporativas crescem 339% no primeiro trimestre

CyberwarSegurança

A Arcon, empresa especializada em segurança de TI com foco em Serviços Gerenciados de Segurança (MSS – Managed Security Services), fez um levantamento aprofundado que revelou números alarmantes: as tentativas de ataques a redes corporativas aumentaram 339% nos três primeiros meses do ano, se comparado com o mesmo período de 2014. Em números absolutos, foram

A Arcon, empresa especializada em segurança de TI com foco em Serviços Gerenciados de Segurança (MSS – Managed Security Services), fez um levantamento aprofundado que revelou números alarmantes: as tentativas de ataques a redes corporativas aumentaram 339% nos três primeiros meses do ano, se comparado com o mesmo período de 2014. Em números absolutos, foram 259.421 ameaças entre janeiro e março de 2015 contra 76.533 no mesmo período do ano passado.

brecha segurança bit br

Entre as principais ameaças estão as tentativas de entrada não autorizada a um computador ou rede (39%) e os Worms (48%) – programa semelhante a um vírus com a diferença de ser auto-replicante, ou seja, ele cria cópias funcionais de si mesmo e infecta outros computadores. Essa infecção pode ocorrer por meio de conexões de redes locais, Internet ou anexos de e-mails.

“Se no início de 2014, a maior preocupação das equipes de segurança da informação era manter as empresas livres de vírus e outros tipos de malwares (códigos maliciosos), o cenário em 2015 é muito mais preocupante e requer ainda mais atenção para que as tentativas de ataques não obtenham sucesso e se tornem uma invasão efetiva, resultando em violações com danos, como a perda de credibilidade ou financeira”, diz Wander Menezes, especialista em Segurança da Informação do Arcon Labs. Para o especialista, a espionagem virtual, os ataques internos, vírus e phishing são os tipos de ameaças que demandam grande atenção este ano.

Os números ainda revelam que a onda mundial de aumento de ataques também tem afetado o Brasil. De acordo com Menezes, apesar da diminuição de incidentes de segurança conhecidos como health (relacionados à disponibilidade e performance) e de malwares, as tentativas de ataques que antes representavam 19% dos incidentes, chegaram a 71% nos três primeiros meses do ano. “Somente em janeiro de 2015 foram registradas mais tentativas de ataques do que durante todo o primeiro trimestre de 2014”, lembra.

De acordo com o Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT.br), o Brasil teve o triplo de ataques à segurança de redes em 2014. O Centro recebeu mais de um milhão de notificações de incidentes envolvendo computadores conectados à Internet, o que representa 197% a mais do que em 2013. Como destaque estão os ataques de negação de serviço (DoS – Denial of Service), que totalizaram 223.935 notificações, um número 217 vezes maior que o registrado em 2013.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor