Baidu faz aliança para tentar aquisição da unidade de mapas da Nokia

MobilidadeNegóciosOperadorasRedes

O gigante chinês Baidu deve se juntar à Uber Technologies e a Apax Partners para lançar uma oferta pelo negócios de mapas da Nokia, Here. Segundo informação divulgada pela agência Bloomberg, pessoas ligadas às empresas indicam que “uma guerra pela aquisição está próxima”. O Baidu já tem relações com a dona do Uber desde que

O gigante chinês Baidu deve se juntar à Uber Technologies e a Apax Partners para lançar uma oferta pelo negócios de mapas da Nokia, Here. Segundo informação divulgada pela agência Bloomberg, pessoas ligadas às empresas indicam que “uma guerra pela aquisição está próxima”. O Baidu já tem relações com a dona do Uber desde que decidiu investir na companhia, em dezembro passado.

fachada baidu

Outro grupo, composto por China Tencent Holdings, NavInfo e a sueca EQT Partners AB, também está oferecendo até US$ 4 bilhões. A Microsoft Corporation já se ofereceu para comprar uma participação minoritária, enquanto três empresas norte-americanas de private equity – Hellman & Friedman, Silver Lake e Thoma Bravo – também estão na corrida, segundo as fontes.

A próxima rodada de negociações para a venda da unidade de mapas, deve acontecer em ao menos duas semanas, de acordo com informações da própria Nokia. O Baidu, maior buscador da China fechou parceria com o Uber apenas para evitar uma possível rejeição regulatória que a compra pela chinesa, sozinha, causaria.

Um grupo de montadoras alemãs que incluem Audi, BMW e Daimler também está interessada no negócio. Representantes de Audi, Apax, Baidu, Daimler, EQT, AQUI, Hellman & Friedman, Microsoft, Nokia, Tencent, Silver Lake, Thoma Bravo e Uber se recusaram a comentar o assunto nos Estados Unidos e na Europa. A BMW sequer respondeu a imprensa internaional.

As ações da Nokia negociadas nos EUA subiram ao menos 1% ontem, totalizando US$ 6,96 até o fechamento dos mercados, em Nova York. Ações do Baidu listadas nos EUA caíram 1%, e fecharam o dia valendo cerca de US$ 191,32. A Here, divisão de mapas da Nokia, fornece dados cartográficos para empresas como Amazon, Microsoft e Yahoo!, além de atender sistemas de navegação automotivos de companhias como as japonesas Toyota e Honda . A valorização potencial da divisão ocorre por conta dos ativos de mapeamento da Nokia, que se valorizaram desde o investimento de US$ 8,1 bilhões para comprar o provedor de mapa Navteq.

Ainda assim, o valor potencial de venda pode aumentar devido à grande disputa em torno do ativo: em abril empresas como a rede social Facebook e o gigante do e-commerce chinês Alibaba, ofereceram quase US$ 3,1 bilhões pela companhia, o que demonstra uma alavancagem de pelo menos US$ 900 milhões, em relação ao valor de US$ 4 bilhões ofertados este mês pelas empresas na disputa.

A Nokia, sediada em Espoo (Finlândia), está a tentando vender a unidade de mapeamento para se concentrar na manufatura e desenvolvimento de equipamentos e serviços de redes móveis, para competir em melhores condições com a asiática Huawei. No último mês, foi anunciado uma nova jogada da Nokia neste mercado, já que a companhia europeia fechou a compra da francesa Alcatel-Lucent por 15,6 bilhões de euros, o que pode criar o O maior fornecedor mundial de equipamentos para redes de telecomunicações, na frente da própria Huawei, da japonesa NEC e a sueca Ericsson, atual líder global do segmento.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor