Fundos Blackstone e Carlyle fazem proposta conjunta de US$ 10 bilhões para aquisição da NCR

Negócios

Os fundos norte-americanos de private equity, Blackstone e Carlyle, se juntaram para oferecer uma proposta conjunta avaliada em mais de mais de US$ 10 bilhões, com o intuito de adquirir a fornecedora de tecnologia bancária, NCR. Fontes familiarizadas com as três empresas ouvidas pela Reuters informaram que a oferta inclui não só a compra da

Os fundos norte-americanos de private equity, Blackstone e Carlyle, se juntaram para oferecer uma proposta conjunta avaliada em mais de mais de US$ 10 bilhões, com o intuito de adquirir a fornecedora de tecnologia bancária, NCR.

NCR_Duluth_Georgia

Fontes familiarizadas com as três empresas ouvidas pela Reuters informaram que a oferta inclui não só a compra da companhia Sediada em Duluth, no estado da Georgia (EUA), mas também a apropriação de sua dívida, avaliada em cerca de US$ 3,6 bilhões pelo portal de investidores Morningstar.

Blackstone e Carlyle, os duas maiores fundos de investimentos do mundo, juntaram forças para fazer uma proposta mais alta em comparação aos concorrentes. O leilão pela NCR está a algumas semanas de ser concluído, segundo as fontes ligadas ao assunto. Entre as outras empresas que se interessam pela disputa da NCR estão a Apollo Global Management e a Thoma Bravo. Não há certeza se o consórcio entre Blackstone e Carlyle irá prevalecer, ou mesmo se a NCR concordará com uma venda a qualquer uma das partes, avaliaram analistas nos EUA.

As fontes pediram para não ser identificadas já que o processo da venda não é público. Um porta-voz da NCR não respondeu à pedidos de entrevista da imprensa norte-americana. Porta-vozes das empresas de equity se recusaram a comentar ou não responderam aos pedidos por entrevista.

A Blackstone é acionista de empresas em todo o mundo, como a construtora brasileira Gafisa, onde detém 70% das ações, a grife italiana Versace, onde o fundo participa com 20% dos papéis. também são parte do portfólio a fabricante de câmeras e lentes alemã, Leica, a manufatura de calçados do Colorado (EUA), Crocs, o conjunto de parques em Orlando, Sea World e a Merlin Entertainments, que administra todas as unidades do museu Madame Tussauds e a London Eye, segunda maior roda gigante do mundo e cartão postal de Londres, na Inglaterra.

Já o fundo Carlyle é proprietário no Brasil do grupo hospitalar Rede D’or São Luis e da varejista de móveis e decoração, Tok&Stok, além de dividir com outro fundo de investimentos famoso, o Blue Capital, uma participação nos papéis da supermercadista francesa, Carrefour.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor