ONU acredita que internet de quinta geração pode chegar até 2020

4GMobilidadeOperadorasRedes

A internet 5G pode chegar aos usuários de redes móveis em todo o mundo até o ano de 2020, segundo uma determinação da Organização das Nações Unidas (ONU), divulgada na última semana.

Segundo a União Internacional de Telecomunicações (UTC, na sigla em inglês), órgão da ONU ligado às telecomunicações, os picos de velocidade serão de até 20 Gbps nos próximos cinco anos, o que permitiria fazer o download de um filme em alta definição em aproximadamente 10 segundos.

Os picos de velocidade de conexões banda larga em 2015 atingiram os 10 Gbps, a UTC indica, no entanto, que os 20 Gbps seriam possíveis em “condições e cenários específicos”.

No cenário de redes móveis no Brasil, a Claro, operadora do grupo América Móvil, tem o 4G mais rápido do país, segundo dados da Open Signal, aplicação que mede a velocidade de redes em todo o mundo. O tráfego oferecido pela tele alcança os 5 Mbps, em média.

A rede 5G também deverá ser capaz de transmitir, em média, mais de 100 megabits por segundo para mais de um milhão de objetos conectados, como lâmpadas e termostatos à uma distância de até 1 KM².

Em 2018, quem comparecer aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang, que fica na província de Gangwon, Nordeste da Coreia do Sul, poderá navegar na rede 5G, que estará em um teste aberto ao público do país.

Entre as empresas de telecomunicações locais em desenvolvimento da rede 5G, a KT sinalizou que demonstrará sua tecnologia de conexão no evento, do qual é patrocinadora oficial. O nome da rede 5G será IMT-2020, enquanto a 4G se chama IMT-Advance e a 3G, IMT-2000. A distribuição do espectro para a rede 5G começará em 2019.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor