Pesquisa revela características de mulheres e homens consumidores de tecnologia

MobilidadeNegócios

As mulheres carregam o estereótipo de que são menos conhecedoras do mundo da tecnologia. Mas uma pesquisa do instituto Ipsos, encomendada pela Intel mostra que elas possuem um apetite especial por tecnologia de ponta muito grande. As mulheres, além disso, estão dando cada vez mais importância à compra de equipamentos tecnológicos já consolidados, enquanto os

As mulheres carregam o estereótipo de que são menos conhecedoras do mundo da tecnologia. Mas uma pesquisa do instituto Ipsos, encomendada pela Intel mostra que elas possuem um apetite especial por tecnologia de ponta muito grande.

pc sales

As mulheres, além disso, estão dando cada vez mais importância à compra de equipamentos tecnológicos já consolidados, enquanto os homens demonstram um interesse um pouco maior por produtos vanguardistas, como os vestíveis, por exemplo.

O estudo produzido entre janeiro e fevereiro deste ano com aproximadamente 3 mil entrevistas via internet, levantou informações sobre o hábito de consumo dos brasileiros e seu interesse por novos dispositivos tecnológicos.

Os entrevistados demonstram em geral considerável satisfação em pesquisar, comprar e utilizar dispositivos tecnológicos que aliem desempenho ao design, como os Ultrabooks. No total, 66% dos donos de Ultrabooks se consideram muito satisfeitos com o dispositivo. O mesmo acontece com os aparelhos “All in One”, que tem um índice de satisfação próximo aos 62% usuários.

No caso dos tablets, 45% dos entrevistados se declararam muito satisfeitos com o dispositivo atual. “As pessoas guiam a compra de seu primeiro tablet exclusivamente pelo preço e agora percebem que nem todos os tablets são iguais e que os investimentos em produtos tecnológicos consolidadas são um ótimo negócio”, destaca o gerente de marketing de produto da Intel, Alan Markham.

No caso específico das mulheres, a eleição da praticidade que a tecnologia pode trazer ao seu dia a dia é um dos aspectos mais importantes quando elas buscam por um novo dispositivo de computação. O apetite feminino por tecnologia se espalha por diversas categorias de produtos, em especial nos dispositivos que concentram funcionalidade e design.

As mulheres entrevistadas pela Ipsos destacaram a importância de se saber as mais recentes tecnologias na hora de comprar um produto All in One (45%, contra 39% entre os homens), 2 em 1 (43% contra 35%), e ultrabook (empate técnico, com 39% para as mulheres e 40% para os homens).

“As mulheres encaram a tecnologia de forma bastante holística, levando em conta não só o desempenho dos equipamentos, mas também quesitos como praticidade e design”, diz Markham, da Intel. “O dispositivo pessoal da mulher não tem que ser apenas potente, mas também integrar-se plenamente à sua realidade: ser fino e leve o suficiente para ser carregado na bolsa, ter um design que transpire personalidade, e que dê a ela independência para trabalhar e se divertir, sozinha ou com a família”, complementa o executivo.

No caso dos homens, o desejo é maior nos quesitos desempenho, produtividade e inovação, logo, suas prioridades são um pouco diferentes do público feminino. Os entrevistados demonstraram estar mais antenados nas últimas tendências da tecnologia, o que significa mais conhecimento e interesse por produtos como smart watches (32%, contra 25% das mulheres), smart bands (27% contra 21%) e Ultrabooks (71% contra 66%).

“O mercado de wearables de forma geral ainda é muito novo, e a maioria dos produtos em categorias como os smart watches ainda possuem um design muito mais próximo ao dos relógios masculinos, o que explica esse interesse maior pela categoria”, pontua Markham. “Entretanto, a Intel, em parceria com outras empresas, já trabalha em produtos vestíveis pensados também para as necessidades das mulheres, como o bracelete inteligente da Intel, MICA”, finaliza.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor