Bayard Gontijo firma acordo de R$ 150 mil para encerrar processo na CVM

HOME

O presidente da operadora de telecomunicações Oi, acordou com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o valor para encerrar um processo administrativo.

A acusação que pesa contra o executivo, é de que ele não arquivou um documento enviado ao regulador dos mercados norte-americanos, para consultas da autarquia brasileira.

Segundo o comunicado divulgado na terça-feira pela CVM, Bayard, que na época, em 2013, era diretor de relações com investidores da Oi, apresentou proposta de pagamento de 150 mil reais, que foi aceita pela autarquia, segundo informações apuradas pela agência de notícias Reuters.

O executivo foi acusado de não arquivar na Comissão o documento intitulado “Amendment nº 1” do Formulário 20-F (data-base de 31 de dezembro de 2012), simultaneamente ao seu arquivamento na Securities and Exchange Comission (SEC), ocorrido em 29 de novembro de 2013.

Com o acordo da proposta anunciado esta semana, o processo ficará suspenso, pelo menos após o cumprimento das obrigações assumidas, que ainda deverão ser executadas, segundo explicou a CVM.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor