Bosch prevê € 1 bilhão em vendas de tecnologias para carros autônomos até o final de 2016

CiênciaEmpresasInovaçãoNegóciosRedesSoftware

O grupo industrial alemão Robert Bosch GmbH, informou que estima o rápido crescimento dos sistemas automatizados de condução de veículos, com expectiva de € 1 bilhão em vendas anuais até o ano de 2016.

Fornecedora de peças para a indústria automotiva, a empresa que teve receitas de quase € 49 bilhões em 2014, sinaliza que o avanço do setor para carros mais seguros e eficientes em consumo, podem tê-la ajudado a vender mais sistemas de assistência a motoristas, tais como sensores de radar, vídeo e estacionamento automático (Park Assist).

No ano passado a fornecedora vendeu mais de 50 milhões de sensores de proximidade para sistemas de assistência ao condutor e tem dois mil engenheiros ao redor do mundo, empenhados no aperfeiçoamento dessas tecnologias, em comparação com os módicos 700 que empregava dois anos atrás.

“Após a solução de questões legais e de segurança, os carros então poderiam se movimentar sozinhos em rodovias até 2020”, declarou à agência de notícias Reuters, o membro do conselho de administração da Bosch, Dirk Hoheisel, estimativa bastante parecida com a desta indústria, que trabalha para que as tecnologia autônomas sejam amplamente aplicadas nos veículos em até cinco anos.

O aumento da disponibilidade e custos decrescentes de software, processadores e câmeras , por exemplo, já permitem que fabricantes de automóveis desenvolvam novas funções de segurança para preparar funções semiautomáticas nos carros, como frenagem automática, capaz de evitar acidentes e imprevistos.

O Google revelou no início deste mês que já testar veículos autônomos no estado do Texas (EUA), ampliando os esforços para reunir informações sobre a forma como os protótipos interagem com o tráfego, as condições das estradas e também dos usuários de modelos como esses.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor