Brasileira Cigam expande atuação internacional com contrato em Angola

Negócios

A Rede Cigam, fornecedora de software de gestão empresarial (ERP, CRM, RH, BPM, Mobile e BI), acaba de fechar seu primeiro contrato fora do país, com o Grupo Centrovita, de Luanda, Angola.

Formado pelo Centro Cardiovascular CentroVita e a rede educacional de graduação e pós-graduação Aliança, o grupo angolano adotou os módulos Gestão de Serviços, Gestão Financeira, Estoque, Gestão Fiscal e Contábil e Gestão de Contratos, além de módulos específicos para operação e gerenciamento das áreas clínica e educacional, em um projeto que envolveu investimento de US$ 50 mil.

O projeto iniciou pelo Centro Cardiovascular. A implantação está em andamento, mas os benefícios já começam a ser sentidos. De acordo com Alexandre Lobo, diretor Técnico do CentroVita, o principal ganho será a integração da gestão de operações e locais distintos em um único sistema, já que o Centro Cardiovascular fica na província de Luanda e a Aliança na de Lobito.

“Antes, usávamos um pequeno ERP local para administração do Centro Cardiovascular CentroVita, ao qual estudamos anexar dois outros sistemas: um para gestão de laboratórios e outro para gestão da clínica. Porém, percebemos que isso geraria muita complexidade e decidimos ir a mercado buscar uma solução completa. Foi quando encontramos o Cigam, que nos permite integrar a gestão de todas as nossas áreas em uma mesma base, o que traz confiabilidade aos dados gerados e agilidade às nossas operações”, ressalta Lobo.

Integrado à versão móvel, o Cigam também trouxe este benefício ao grupo angolano. “Com isso, podemos acessar o ERP de qualquer lugar, a qualquer hora, e mesmo à distância analisar relatórios, números, indicadores, fazer a gestão do Grupo e tomar decisões assertivas”, acrescenta o diretor.

Além disso, Lobo destaca que centralizar a gestão das empresas do grupo traz ganhos operacionais, já que permite capacitar os times de usuários e de TI para operação do sistema apenas uma vez. Com isso, a curva de aprendizado da equipe é mais rápida, segundo o gestor.

Tanto que a implantação do ERP Cigam deve ocorrer paralelamente no Centro Cardiovascular CentroVita, onde já vem sendo realizada em conjunto pelo canal Cigam SWM e a equipe de TI do cliente, quanto na instituição de graduação e pós-graduação Aliança, na qual o projeto iniciará em alguns meses.

“Nossa ideia é, com o know how adquirido na implantação realizada no CentroVita, iniciar o projeto na Aliança, conduzindo ambas conjuntamente”, comenta Lobo.

Para Evandro Wist, diretor Comercial da Cigam SWM, o maior desafio do projeto foi adequar a estrutura contábil e fiscal do sistema, desenvolvido para a realidade brasileira, ao cenário de Angola.

“Trabalhamos muito nisso, mas a adaptação foi possível pois para quem trabalha com as demandas fiscais brasileiras, nada é complicado demais”, brinca Wist.

O presidente da Rede Cigam, Robinson Klein, ressalta a importância da internacionalização para a Rede Cigam.

“A internacionalização faz parte de nossa estratégia, este é mais um passo para fortalecer nossa atuação em novos mercados”, destaca o executivo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor