Dilma encerra viagem aos EUA com visita ao Vale do Silício, na Califórnia

EmpresasNegóciosProjetosSetor PúblicoStartup

A presidente Dilma Rousseff encerrou ontem a viagem oficial aos Estados Unidos após uma visita ao Vale do Silício, no estado da Califórnia (EUA), onde se reuniu com executivos do setor de tecnologia de ponta e andou à bordo de um carro autônomo do Google.

Dilma usou a visita para fortalecer os laços com as empresas de tecnologia dos EUA, após visita as cidades de Washington e Nova York no início da semana.

Durante a visita, o Google anunciou que irá inaugurar no mês de novembro um novo centro de engenharia localizado na cidade de Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais. O local mais que dobrará o número de engenheiros que trabalham em alguns dos principais produtos da gigante no Brasil.

A chefe de estado começou o dia com um café da manhã junto à reitora da Universidade da Califórnia e ex-secretária de Segurança Interna, Janet Napolitano. Ela se reuniu também com o presidente-executivo do Google, Eric Schmidt, que exibiu um dos carros autônomos da empresa antes de convidá-la para um teste.

Dilma também participou de um almoço com os principais executivos do Vale do Silício, como Microsoft Corp, Apple Inc, Facebook Inc, Amazon Inc, Cisco Inc e PayPal. O Brasil é o segundo maior mercado de usuários, depois dos EUA, para Google, Apple e Facebook.

No início da semana, Dilma se reuniu com o presidente dos EUA, Barack Obama, e os dois líderes concordaram com uma série de passos para facilitar o comércio bilateral.

De acordo com ela, “algumas coisas mudaram” desde outubro de 2013, quando cancelou uma visita de Estado oficial após revelações do ex-funcionário da Agência de Segurança Nacional (NSA) Edward Snowden de que os EUA haviam espionado suas comunicações e de outros brasileiros.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor