HP inicia medidas para separação das divisões de hardware e serviços

EmpresasGestãoNegóciosResultados

A gigante norte-americana já iniciou o processo burocrático efetuar o registro de ambas as divisões como duas empresas independentes, de acordo com informações apuradas pela agência de notícias financeira, Dow Jones Newswires.

O movimento é um passo oficial dividir o portfólio em duas empresas, medida já anunciada pela CEO Meg Whitman, em outubro do ano passado.

Documentos oficiais foram despachados para a U.S. Securities and Exchange Commission no última semana e podem revelar um panorama das divisões que formarão a HP Enterprise.

Os números mostram um negócio que registrou um lucro de aproximadamente US$ 1,6 bilhão em 2014 e receitas na casa dos US$ 55,1 bilhões, uma queda na comparação com o lucro de US$ 2,1 bilhões a partir de rendimentos US$ 57,4 bilhões, alcançados em 2013.

Neste novo cenário a HP Enterprise será uma empresa derivada da HP atual, razão pela qual a companhia precisa iniciar um novo registro. A outra metade, chamada HP Inc, não precisa enviar oficializar as novas diretrizes operacionais.

As novas companhias, no entanto, devem manter, mesmo que separadas, a performance que apresentam atualmente, unidas. A HP Enterprise deve vender serviços corporativos de servidores, armazenamento e equipamentos de rede. Já a HP Inc venderá hardwares, como PCs e impressoras.

A companhia sediada em Palo Alto, no estado da Califórnia (EUA), ressaltou que pretende finalizar a separação no início do próximo ano fiscal, que começa em no dia primeiro de novembro ainda deste ano.

A HP Enterprise vai entrar com um pedido para listar suas ações na bolsa de Nova York sob a sigla HPE. A empresa fundada em 1939 por Bill Hewlett e David Packard, luta para reverter suas vendas em queda desde a crise dos Estados Unidos, após atrasar a atualização de seu portfólio para o mercado de smartphones e tablets, de 2008 até este ano.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor