Microsoft liberará Windows 10 de forma gradativa

EscritórioPCSistemas Operacionais

Em um comunicado oficial, a Microsoft declarou que o download do Windows 10 será lançado em fases. A partir do dia 29 de julho, os inscritos no programa Insider (que já têm acesso ao beta do sistema) serão os primeiros a ter direito à atualização. Apesar de parecer injusto ao usuário comum, trata-se de um movimento maduro de Redmond.

Por menos popular que seja, o Windows 8/8.1 está longe de ser um sistema ruim. Ele só não é muito amigo de quem não tem uma tela sensível ao toque. Mesmo a falta do botão Iniciar é muito fácil de resolver.

O momento é muito diferente da época do Vista, esse sim um sistema ruim de doer. A Microsoft precisava muito de um Windows que funcionasse macio. Agora, o momento é de calma e estratégia.

Não existe razão para a Microsoft fazer um lançamento apressado do Windows 10. Cada dia conta quando falamos de um sistema operacional que tem sobre os ombros o peso de unificar os ecossistemas da Microsoft. Um dia pode ser a diferença entre resolver um bug ou não.

Então, se existe a chance de primeiro liberar o novo sistema para quem pacientemente contribuiu para que o Windows 10 seja o que é, é muito válida a posição da companhia.

Outro ponto importante é uma questão de infraestrutura. São centenas de milhões de usuários esperando para baixar o Windows 10. Se não houver algum tipo de controle, é um estresse excessivo para os data centers de Redmond. É importante lembrar que esse é o primeiro lançamento do Windows em que a nuvem é a protagonista principal como meio de entrega aos clientes.

Depois dos participantes do programa Insider, o download será liberado aos poucos para quem clicou anteriormente no botão “Baixe o Windows 10”, que apareceu na barra de notificações do Windows 8/8.1. Aí, os usuários qualificados, tanto do 8/8.1 quanto do 7 poderão ter acesso ao update, na fase final.

Mas é importante enfatizar: depois de 29 de julho, quem tem direito à atualização do Windows 10 pode fazê-la até julho de 2016. E outra: nunca é uma boa ideia correr, pois sempre aparece um probleminha aqui ou ali. É um software complexo demais, e as correções fazem parte do jogo.

Nesse meio tempo, aproveite e faça uma limpa no seu HD ou SSD para receber o novo sistema. Assim como foi na transição do 7 para o 8/8.1, não é necessário formatar a máquina, por isso vale a pena desinstalar programas e drivers que você não usa mais. Essa faxina fará diferença para a usabilidade do seu computador agora e valerá a pena quando o Windows 10 chegar.

Não esqueça também de reservar pelo menos 5 GB (a Microsoft pede 3 GB) para atualizar o sistema. Assim, o processo será mais otimizado.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor