Alibaba registra o pior ritmo de crescimento dos últimos três anos

E-commercee-MarketingGestãoResultados

A maior empresa de e-commerce da China apresentou receitas de 3,27 bilhões de dólares para o trimestre findo no dia 28 de junho. Não só ficou àquem das expetativas dos investidores, como registou a menor taxa de crescimento dos últimos três anos.

Os analistas previam voos mais altos para a Alibaba, no valor de 3,39 bilhões de dólares. Mas a empresa não conseguiu atingir esta meta, apesar de ter crescido 28 por cento face a igual período do ano passado.

Este foi mesmo o pior ritmo de crescimento registado pela Alibaba nos últimos três anos, segundo a Reuters.

A explicação para esta má notícia advém do facto de o valor total dos bens transacionados nas plataformas da Alibaba ter crescido apenas 34 por cento, para 105 milhões de dólares, o que é também o ritmo mais fraco dos últimos anos.

Já o resultado líquido aumentou 30 por cento em comparação com igual período do ano passado, alcançando um valor de 1,5 bilhões de dólares.

O mercado tem mostrado preocupação em relação aos processos abertos contra a empresa por venda de produtos contrafeitos, o que soma à apreensão generalizada que o abrandamento da economia chinesa está a provocar um pouco por todo o mundo.

As ações da empresa de e-commerce derraparam 26 por cento deste o início do ano e antes da abertura do mercado de Nova Iorque, esta quarta-feira, sofriam uma variação negativa de 6,9 por cento.

A Alibaba anunciou também que vai iniciar um programa de compra de ações próprias, no valor de quatro bilhões de dólares, que decorrerá durante os próximos dois anos.

* Teresa Sousa é jornalista da BIT em Portugal


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor