Gastos do Facebook com mensagens devem impulsionar crescimento

Appse-MarketingEmpresasGestãoMobilidadeNegóciosRedes SociaisResultados

Os planos da maior rede social do mundo que decidiu concentrar investimentos em seus dois serviços de mensagens, no Instagram e em seu aparelho de realidade virtual, foi comemorado por analistas de Wall Street, ao sinalizarem que os esforços devem impulsionar o crescimento da companhia em um longo prazo.

Segundo apuração da agência Reuters, das cinquenta corretoras que cobrem os papéis da empresa fundada por Mark Zuckerberg, ao menos 20 elevaram seus preços.

A Piper Jaffray, por exemplo, foi a mais alta, com preço de US$ 146 dólares, 50% acima do valor de fechamento da ação ontem, de US$ 96,99. A média de preços é de US$ 110.

Investidores, no entanto, adotaram uma perspectiva mais cautelosa dos planos de investimentos do Facebook, que podem impactar os lucros futuros, na próxima semana, o que fará a ação cair até 3%, para cerca de US$ 94,08.

O Facebook divulgou na última semana queda de 9% no lucro do segundo trimestre. A companhia divulgou esperar que o crescimento da receita com publicidade continue a desacelerar pelo resto do ano.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor