Hackers lucram com divulgação de informação empresarial

Segurança

As autoridades federais norte-americanas acusaram uma equipe de hackers de gerir um esquema concebido para roubar comunicados de imprensa ainda antes de serem divulgados e posteriormente vender a informação contida nos mesmos.

A rede criminosa, suspeita de ter base na Ucrânia e na Rússia, tinha como objetivo a obtenção de dados confidenciais que serviriam para comprar ações em bolsa e depois vendê-las com lucro quando a informação fosse finalmente publicada.

Os crimes, que tiveram início em 2010, tendo prosseguido até 2013, foram realizados por um grupo de nove pessoas ligadas ao crime digital que se infiltraram nos servidores da PRNewswire Association, da Marketwired e da Business Wired, agências de informação ligadas a negócios.

Esta ação criminosa rendeu cerca de 30 milhões de dólares ao grupo de hackers, o equivalente a mais de 27 milhões de euros em lucros ilegais.

Já em 2011, a rede comprou ações da Caterpillar no valor de 5,9 milhões de dólares, tendo acedido a informação sobre os seus resultados financeiros. Na altura em que os dados foram divulgados, a equipa vendeu as ações e lucrou 648 mil dólares com a operação.

Cinco suspeitos foram detidos nos estados da Geórgia e Pensilvânia, sendo que os restantes continuam à solta.

* Catarina Gomes é jornalista da BIT em Portugal


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor