TIM anuncia corte de R$ 1 bilhão em custos nos próximos três anos

EmpresasGestãoGestão de RedesNegóciosOperadorasRedesResultados

A operadora controlada pela europeia Telecom Italia anunciou um plano de redução de custos com impacto avaliado em R$ 1 bilhão até 2018.

O impacto da estratégia já poderá ser sentido ainda este ano, com a preocupação número um de reduzir os gastos com marketing e fornecedores.

“O plano de eficiência pode alcançar uma redução avaliada em mais de R$ 1 bilhão em Opex (despesas operacionais) durante os próximos três anos”, afirmou o diretor financeiro da operadora Guglielmo Noya.

Segundo apuração da Agência Reuters, o plano de redução de custos envolve controle de gastos como viagens, comissões, patrocínios, além de uma revisão das despesas reservadas para publicidade da marca.

Além disso, a companhia também pretende renegociar contratos com fornecedores e analisar a eficiência de serviços contratados para toda a operação.

“Na empresa ainda existem muitas atividades manuais e acreditamos que a automação dos processos possa representar o início de uma ampliação da nossa eficiência”, reforçou Noya.

O presidente da subsidiária brasileira, Rodrigo Abreu, explicou que a companhia não deve fazer, pelo menos neste momento, nenhum anúncio relacionado a cortes de pessoal, “por questões estratégicas”.

“Assumimos que existe uma tensão relativa ao custo de pessoal”, alegou Abreu. “Mas não anunciamos nenhum plano de reestruturação neste momento. Ainda atravessamos um processo de ‘right sizing’, que deve liberar atenção para projetos mais prioritários e evitar o crescimento de quadros”, concluiu.

No segundo trimestre, a base de clientes pré-pagos da TIM Participações caiu 1,5%, para 61,1 milhões de usuários. A empresa manteve, entretanto, a liderança no segmento, com 29% de market-share.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor