Análise de dados melhora performance de vendas, diz pesquisa

Business IntelligenceData Storage

Estudo global feito pela Economist Intelligence Unit (EIU) e patrocinado pela Qlik, empresa de visual analytics, aponta que a análise de dados melhora a performance de vendas das companhias.

De acordo com a pesquisa, 97% das empresas que se declararam boas em executar seus objetivos de vendas têm acesso aos seus dados em tempo real. Destas, três em cada cinco disseram acessar relatórios de vendas uma ou mais vezes por dia.

O estudo, realizado com 550 líderes de vendas globais, confirma que o desempenho de vendas é uma prioridade quase universal para as empresas. Quase 80% apontam a gestão dessa performance como ponto “tão importante” ou “muito mais importante” do que outros objetivos de negócios.

Ao mesmo tempo, porém, apenas 25% dos pesquisados são “muito bons” em executar os objetivos de vendas. Dados insuficientes ou má qualidade são as principais barreiras, apontadas por 27%.

Outro ponto importante é em relação ao uso das informações pelas pessoas estratégicas. Cerca de 30% das empresas que disseram ser “muito boas” em executar os objetivos de vendas também informaram que os dados de análise de vendas são amplamente utilizados por seus executivos de nível C – como CEO, CFO, entre outros, contra 19% de outras empresas.

A pesquisa também revelou que investimentos em iniciativas de formação e coaching em parceria com ferramentas de análise de dados permitem às equipes de vendas produzir relatórios mensuráveis.

Líderes de vendas treinados e com acesso às informações se veem mais fortes que a concorrência em termos de crescimento de receita, rentabilidade e market share. Por exemplo, 42% das empresas que afirmaram ser “muito boas” em executar seus objetivos de vendas disseram que são muito mais fortes do que os concorrentes em termos de crescimento da receita, contra 11% de outras organizações.

No que diz respeito às características mais importantes de aplicativos de análise de dados de vendas, os pesquisados apontaram a precisão das informações (53%) e a capacidade da plataforma de integrar-se a diversos sistemas (38%) como as mais importantes. No entanto, estas também foram mais citadas como as principais limitações de seus sistemas atuais por mais de 30% dos inquiridos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor