Frávega aumenta vendas em 45% com tecnologia Vtex

EmpresasNegóciosSoftware

Ao mudar de plataforma, varejista argentina recebeu 39 mil pedidos em apenas dois dias, durante o CyberMonday. No final de 2013, a empresa modernizou o negócio com o objetivo de elevar a experiência com o consumidor por meio de canais como website, mobile e físico.

A loja de artigos eletrônicos também precisava garantir um backoffice robusto para assegurar escalabilidade nas vendas.  Os momentos críticos para a Frávega, como a queda do site por dois anos consecutivos, durante o CyberMonday (espécie de Black Friday argentino), por não suportar o volume de acessos simultâneos, foram fundamentais para a contratação da brasileira Vtex, que possui escritório na Argentina desde 2012.

No mesmo dia da mudança da plataforma para a tecnologia Vtex, a Frávega aumentou a sua conversão em mais de 45% e, um mês após a migração, durante o CyberMonday, a varejista recebeu 39 mil pedidos, em dois dias. O resultado foi a maior receita da marca nos 100 anos de história da empresa.

Juan Martín Romero, diretor de Marketing e e-commerce da Frávega, lembra que as vendas on-line alcançavam 1,5% do faturamento total da empresa, cuja expectativa era atingir de 3% a 4%.

“Percebemos que precisávamos de uma plataforma de e-commerce que nos auxiliasse a ter uma experiência omnichannel com o cliente e aumentasse as vendas, pois estávamos bem abaixo de nossa meta”, explica.

Além de redefinir todo o layout e a navegabilidade da loja on-line, especialmente na versão mobile (que atualmente representa 25% do tráfego da Frávega), de imediato o varejista inseriu a tecnologia Vtex Smart Checkout, que garante a confirmação de compras feitas em apenas um clique, a recomendação de produtos de acordo com o comportamento de navegação do consumidor e a recuperação de abandono no carrinho de compras.

Além das mudanças tecnológicas, a Frávega inovou na gestão da logística de entrega. Adotou a funcionalidade Pick Up Store, que permite comprar no on-line e retirar na loja física.

“A taxa de conversão aumentou 45%. Com a retirada em nossas lojas, o cliente sente mais confiança na compra e, consequentemente, eleva as vendas. Aproximadamente 40% dos nossos clientes escolhem retirar seus itens no varejo físico da marca. Além de mais barato – frete gratuito – isso gera mais confiança na compra e aumentamos o fluxo de consumidores em nossas lojas físicas”, complementa Romero.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor