Indústria eletroeletrônica do Brasil registra queda de 25% em um ano

EmpresasNegócios

A produção do setor eletroeletrônico do Brasil sofreu retração de 25,2% em julho de 2015 em relação ao mesmo período do ano passado. Na comparação com o mês imediatamente anterior, houve incremento de 6,7%, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na série anualizada, até julho de 2015, a redução da produção do setor foi de 14,6% em relação aos 12 meses imediatamente anteriores. É importante destacar que o desempenho da produção do setor eletroeletrônico foi pior do que a apresentada pela indústria de transformação e pela indústria em geral.

A queda do setor foi registrada foi resultante da redução de 34,8% da indústria eletrônica e do recuo de 15,7% da indústria elétrica.

Apenas os componentes eletrônicos apontaram crescimento (+4,9%). Os demais produtos registraram retrações, que em alguns casos atingiram mais de 40%, como os equipamentos para informática e periféricos; equipamentos de comunicação; e lâmpadas e outros equipamentos de iluminação.

No acumulado de janeiro a julho de 2015, em relação ao igual período do ano passado, a queda da produção da indústria eletroeletrônica foi de 18,1%, sendo: redução de 28,9% da indústria eletrônica; e recuo de 6,8% da indústria elétrica.

Na indústria eletrônica, destacaram-se as retrações de 39,2% dos equipamentos de informática e de periféricos, e de 32,3% dos aparelhos de recepção, reprodução, gravação e amplificação de áudio e vídeo.

 

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor