Paquetá terceiriza infraestrutura com a IBM

Data StorageE-commercee-MarketingStorage

A Paquetá, uma das principais empresas brasileiras do varejo de calçados, investiu em um projeto de terceirização de infraestrutura com a IBM, a fim de reduzir custos operacionais e direcionar esforços para ações-chave do seu negócio.

Segundo a IBM Brasil, a Paquetá, uma das principais empresas brasileiras do varejo de calçados, investiu em um projeto de terceirização de infraestrutura com a IBM, a fim de reduzir custos operacionais e direcionar esforços para ações-chave do seu negócio.

O Grupo, com atuação em 14 países, vem apostando em modernização tecnológica. A transferência do gerenciamento e operação do seu ambiente de TI, que serão feitos a partir do centro global de serviços da IBM localizado em Hortolândia, interior de SP, é uma das iniciativas da empresa neste sentido.

O projeto consiste na criação de uma camada de automação e governança no ambiente operacional da empresa, instaurando um modelo de TI completamente integrado a uma infraestrutura flexível e escalável, que pode ser ampliada de acordo com o crescimento do negócio esperado pela Paquetá para os próximos anos. O novo ambiente permitirá ainda um gerenciamento e monitoramento em tempo real dos servidores e storages, diminuindo impactos decorrentes de indisponibilidade dos sistemas. A iniciativa coloca a Paquetá em um novo patamar tecnológico, mais maduro e proativo.

Com 70 anos de experiência, a Paquetá busca modernização de processos e de infraestrutura para dar sequência ao seu objetivo de continuar como uma das maiores varejistas e produtoras de calçados do País. “Nossa expectativa é manter a estratégia de expansão internacional e abranger novos canais de venda, como e-commerce, aumentando ainda mais a segurança das informações e diminuindo as vulnerabilidades existentes”, afirma Jorge Nitschke, responsável pela área de TI e Inovação da Paquetá.

O projeto de terceirização deve trazer redução dos custos operacionais de TI da empresa. “Agora, a área de TI da Paquetá também conseguirá maior eficiência nos processos de TI, o que resultará em maior agilidade e produtividade de toda operação”, finaliza Patrícia Motta, executiva de Serviços de Tecnologia para Negócios Estratégicos da IBM Brasil.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor