Rio Info 2015: empresas de TIC reagem contra alterações tributárias no Brasil

HOME

Os problemas econômicos que o Brasil enfrenta e a reconfiguração fiscal que afeta o setor nacional das TIC foram o foco a sessão de abertura do Rio Info 2015.

*com Filipe Pimentel

O líder do TI Rio (união defensora das empresas tecnológicas do Rio de Janeiro) e coordenador do Rio Info, Benito Paret, disse, na abertura do evento, que o setor brasileiro das TIC está em risco, devido ao aumento das tarifas tributárias, que levaram à perda da isenção fiscal na folha de pagamento.

Márcio Girão, presidente da Fenainfo (Federação Nacional das Empresas de Informática), afirmou que o Rio Info 2015 deverá atuar como um impulsionador do setor das TIC, levando-o a fazer frente à atual conjuntura econômica. O evento deixa, então, de ser um mero encontro dos grandes nomes das TIC e se converte num movimento de combate à crise.

Ele diz que a indústria de software do Brasil não é competitiva e que isso só mudará quando o país deixar de ser apenas um consumidor e passar a ser um desenvolvedor de peso. “O país precisa ter uma postura resiliente e não fragilizada, como percebemos agora”. Girão sugeriu também que uma educação de qualidade é necessária para que o setor possa conquistar novas tecnologias e a alcançar a inovação.

Por seu lado, o responsável pelo Clube de Engenharia, Pedro Celestino, realçou a importância de um fluxo contínuo de investimentos, dizendo que os cortes geram desemprego e retrocesso, e que “O setor precisa de segurança para continuar crescendo”.

A partir de dezembro deste ano, a reoneração da folha de pagamento sobre de 2 por cento para 4,5 por cento. A par disso, se prevê o aumento da PIS/Cofins de 3,65 por cento para 9,25 por cento. Juntos, estes elementos preocupam a indústria, cujas empresas constituintes sofrerão significativamente às mãos dessas medidas.

Mas, como sempre, no meio da noite escura existe sempre uma pequena luz. Benito acredita que esses momentos difíceis apresentam grandes oportunidades para o setor das Tecnologias da Informação e Comunicação, que ganha cada vez mais relevo na economia brasileira. O responsável acredita que as TIC são capazes de tirar o país da crise, potenciadas pelo espírito empreendedor, pela inovação e pela tecnologia. Desse modo, a economia se torna mais fértil e competitiva no palco internacional.

Durante a sessão de abertura do Rio Info 2015, foi homenageado professor Luis Fernando Soares, titular do departamento de informática da PUC-Rio, que falecer na semana passada. Ele contribui bastante para a investigação e estudo sobre TV Digital.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor