Senior adapta ERP para apoiar empresas no atendimento das exigências de ECF

ERPSoftware

Para facilitar a vida das companhias que precisam atender novas exigências do fisco, a Senior, produtora brasileira de software, anunciou versão de seu sistema de gestão empresarial (ERP) adaptado à ECF (Escrituração Contábil Fiscal). Essa obrigação acessória está vinculada ao Sistema Público Digital (Sped) e substitui a Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (DIPJ).

exigência legal entra em vigor em 30 de setembro e as empresas que não efetivarem o envio do arquivo eletrônico da ECF ao governo poderão ser penalizadas. As multas para os contribuintes são bastante pesadas e o percentual aplicado é sobre o lucro líquido, podendo chegar a até R$ 5 milhões.

Além da adequação, o ERP traz vantagens às empresas, centralizando todos os dados necessários e fazendo a apuração e geração das informações no próprio sistema, antes de enviar o arquivo final à Receita Federal do Brasil.

Os clientes Senior recebem o ERP adequado, sem custos, assim como as empresas que adquirem a solução de controladoria, recebendo os sistemas sempre de acordo com as exigências do governo.

Empresas contempladas

A nova exigência contempla empresas tributadas pelo Lucro Real, Lucro Presumido ou Lucro Arbitrado e também as Imunes e Isentas (com algumas exceções). Nessa última categoria, quem não era obrigado a apresentar a EFD – Contribuições ou Sped PIS/Cofins no período anterior, não precisa apresentar a ECF referente ao ano base de 2014.

A ECF tem trazido muitas indagações por todas as áreas que estão envolvidas nas empresas, como contábil, fiscal e de TI. O leiaute definitivo da ECF foi divulgado pela Receita Federal em dezembro de 2014 e somente o arquivo com as orientações tem mais de mil páginas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor