André Figueiredo é o novo ministro das Comunicações

4GCiênciaHOMEInovaçãoMobilidadeOperadorasRedesSmartphones

O deputado federal André Figueiredo (PDT-CE) será o novo ministro das Comunicações do governo Dilma Rousseff. Ele assume a vaga de Ricardo Berzoini, que assumirá a Secretaria de Governo, composta pelas Secretaria-Geral, Relações Institucionais e de Micro e Pequena Empresa.

A dança das cadeiras faz parte da reforma ministerial anunciada pela presidente da República Dilma para reduzir custos da máquina federal. Pela medida, foram cortados oito ministérios e secretarias.

Outras ações são diminuição de 30 secretarias nacionais em todos os ministérios, criação de um limite de gastos com telefonia, passagens aéreas e diárias. Foi anunciado também corte de 10% na remuneração dos ministros e revisão dos contratos de aluguel e de prestação de serviço.

Entre as pastas que impactam diretamente no mercado de Tecnologia da Informação e Telecomunicações (TIC), há mudanças na Casa Civil, bem como nos ministérios de Comunicações e da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Aloizio Mercadante deixa a Casa Civil e vai para o Ministério da Educação. No seu lugar, entra Jaques Wagner, que era ministro da Defesa. Aldo Rebelo assume a pasta da Defesa e deixa o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, que será ocupado pelo deputado Celso Pansera (PMDB-RJ).

Os novos ministros devem tomar posse na terça-feira (6/10) pela manhã, em cerimônia no Palácio do Planalto, informou a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor