Cloud representará 83% do tráfego global de data center em 2019, diz relatório

CloudData CenterEmpresasNegócios

O tráfego global em cloud global será quatro vezes maior nos próximos cinco anos, alcançando um total de 6,6 zettabytes anuais no final de 2019, mais que os 2,1 zettabytes registrados em 2014, correspondentes a uma taxa de crescimento ano a ano de 33%.

Esta é a principal conclusão do relatório anual Cisco Global Cloud Index (2014-2019), que revela também que o tráfego global de data center vai triplicar no mesmo período, alcançando um total de 10,4 zettabytes anuais em 2019. Em 2014, esse valor era de 3,4 zettabytes, correspondentes a um crescimento ano a ano de 25%. Desse total, o tráfego cloud representará 83%.

Vários fatores estão acelerando o crescimento do tráfego cloud e a transição para serviços na nuvem, incluindo maior exigência de capacidade de armazenamento pessoal na cloud devido ao aumento exponencial de dispositivos móveis, à crescente utilização de serviços cloud públicos por parte das empresas, a maior virtualização dos ambientes cloud privados e a proliferação de conexões M2M na nova era da Internet de Todas as Coisas (IoE, na sigla em inglês).

A Cisco prevê que a IoE terá um papel crucial no crescimento do tráfego de Data Center e cloud. As aplicações cloud irão gerar volumes de dados que alcançarão os 507,5 zettabytes anuais em 2019, contra os 134,5 zettabytes anuais contabilizados em 2014. Multiplica-se assim por 49 o tráfego global de Data Center previsto para 2019.

Doug Webster, vice-presidente de Marketing da Cisco, diz que a cloud se tornou tendência global consolidada. “Esperamos que o tráfego cloud cresça mais de 30% em todas as regiões do mundo nos próximos cinco anos. Dessa forma, a cloud ganha terreno tanto no âmbito corporativo – onde evolui desde ambientes de teste até soluções comprovadas para aplicações de missão crítica de empresas e administrações – como no âmbito do consumo, em que os consumidores esperam acessar seus conteúdos e serviços em qualquer momento e lugar, criando uma tremenda oportunidade para os fornecedores de serviços.”


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor