Fortinet reforça estratégia de segurança em dispositivos móveis

MobilidadeSegurançaSmartphones

A empresa de segurança cibernética reforça atuação na 3ª Plataforma (cloud computing, mobilidade, Big Data e social business), empunhando a bandeira do conceito “Segurança das Coisas”, considerando o avanço do conceito de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês).

Para Luiz Karlos Barbosa, gerente Regional da Fortinet para Norte e Nordeste do Brasil, a vulnerabilidade parte, em especial, de smartphones que estão nas mãos das pessoas. O mundo digital e conectado trouxe infinita facilidade à sociedade, que também passou a contar com serviços públicos, antes de acesso moroso e burocrático, ao alcance de um clique por meio de sites.

O executivo explica que para desfrutar desses serviços pela Internet, na maioria das vezes, é necessário colocar dados pessoais e toda a operação tem origem em dispositivos móveis, protagonizados por smartphones, já considerados por alguns analistas como o “controle remoto” da IoT. “É mais fácil, rápido, mas ao mesmo tempo muito arriscado. É uma porta de entrada para ataques cibernéticos”, diz, ressaltando o empenho da empresa em proporcionar soluções que protejam toda a cadeia conectada desde a infraestrutura ao smartphone.

Barbosa destaca que a falta de segurança nos ambientes de TI e sites de órgão do governo pode causar graves prejuízos ao cidadão. Ele lembra o recente caso de ações cibercriminosas aos sistemas internos das prefeituras de Pratânia (SP) e Japorã (MS), que estancaram a liberação dos pagamentos de funcionários e fornecedores. “E o pior: os criminosos exigiram o pagamento de resgate para liberar o funcionamento do sistema.”

“Hoje, é preciso pensar em segurança de maneira integrada e para isso é necessária a consolidação da arquitetura existente, proporcionando proteção do ambiente fim a fim”, garante Barbosa.

Com forte atuação na área de governo, a Fortinet garante ser possível proteger a infraestrutura do ambiente de TI de empresas e órgão públicos de maneira simples, sem que o usuário perceba ou tenha de realizar manobras complexas de proteção com variadas senhas. “No mundo conectado e móvel, é vital oferecer ao usuário um ambiente seguro para que ele não perca as facilidades conquistadas na era digital e se sinta seguro para realizar suas operações, a qualquer hora e lugar”, finaliza o executivo, reforçando o compromisso da empresa em garantir segurança no cenário atual.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor