Intel acredita na recuperação da unidade de data center em 2016

CloudData CenterNegócios

A estimativa pessimista da Intel de que o negócio de data center da companhia não iria registrar o crescimento estimado em 2015 de 15%, ficando abaixo dois dígitos pode não ter agradado os investidores. Afinal, trata-se de um dos negócios mais rentáveis da fabricante: produção de chips utilizados em centros de dados.

Contudo, de acordo com a agência de notícias Reuters, analistas observam a unidade de data centers da Intel se recuperando no próximo ano, com mais usuários adotando serviços nas nuvens.

Expandir o negócio é essencial para os esforços da Intel para reduzir sua dependência do mercado de computadores pessoais, que tem encolhido por quase quatro anos. Comprar a Altera mais cedo este ano foi um passo nessa direção.

Os gastos de TI mundiais com sistemas data centers deve cair 3,8%, cerca de SU$ 142 bilhões este ano, segundo o instituto de pesquisas e consultoria global Gartner, citando o dólar forte.

“Talvez a revelação de dois dígitos abaixo da estimativa tenha sido um pouco pior do que as pessoas esperavam, mas este é um fenômeno no longo prazo para o que esse grupo finalmente ganhou massa crítica”, disse o analista Christopher Rolland, da FBR Capital Markets, à Reuters.

O grupo de centros de dados compreende cerca de 29% da receita total da empresa no terceiro trimestre encerrado em 26 de setembro. Analistas esperam que a unidade corresponda a cerca de 40% do total em 2017.

*Com reportagem de Lehar Maan e Abhirup Roy, da Reuters


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor