Negócio de data center não vai crescer como o esperado, diz Intel

CloudData CenterEmpresasNegócios

O fraco crescimento macroeconômico levou a Intel a cortar a previsão de incremento de receita para o seu negócio altamente rentável de fabricação de chips para centros de dados.

De acordo com a agência de notícias Reuters, a Intel divulgou que estima que a previsão de crescimento para o seu negócio de data center em 2015 sofra redução de dois dígitos. A projeção anterior era de alta de cerca de 15%.

A Intel reportou queda de 6,3% no lucro trimestral, pressionada pela contínua fraqueza da demanda por chips usados em computadores pessoais.

O lucro líquido da companhia caiu para US$ 3,11 bilhões, ou US$ 0,64 por ação, no terceiro trimestre encerrado em 26 de setembro, ante US$ 3,32 bilhões, ou US$ 0,66 por ação, um ano antes. Analistas previam, em média, lucro de US$ 0,59 por ação.

A receita líquida caiu para US$ 14,47 bilhões, ante US$ 14,55 bilhões, disse a maior fabricante de chips do mundo. A estimativa média de analistas era de US$ 14,22 bilhões.

Mas a fraca previsão de data center ofuscou o lucro e receitas melhores do que o esperado no terceiro trimestre.

A Intel também reduziu a despesa de capital 2015 pela terceira vez, a US$ 7,3 bilhões, mais ou menos US$ 500 milhões. Analistas em média esperavam receita de US$ 14,83 bilhões, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

A Intel disse que a receita de seu negócio de PCs caiu 7,5%, a US$ 8,51 bilhões no terceiro trimestre.

*Com reportagem de Anya George Tharakan e Arathy S Nair


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor